ESN - As Escrituras Sagradas segundo oNome

www.cyocaminho.com.br

Mobirise Web Site Builder

TENHA A VERSÃO IMPRESSA: ADOTE EM SUA CONGREGAÇÃO

Lateínus 1

1. PREZADOS AMIGOS de Roma: Esta carta é de Paulo/Sha’ul, servo de Yaohu’shua hol’Mehushkyah, escolhido para ser missionário e enviado a pregar as Boas Novas sobre o nome do ETERNO. 

2. Esta Boa Nova sobre o nome foi prometida há muito tempo pelos profetas do ETERNO na Sua Aliança. 

3. É as Boas Novas sobre o nome a respeito de seu Filho, Yaohu’shua hol’Mehushkyah nosso CRIADOR, que tomou a forma humana e veio como criança, tendo nascido da linhagem e da descendência do Rei Da’oud.

4. E, ressurgindo dentre os mortos, Ele revelou-Se como o poderoso FILHO do ETERNO, com a natureza santa do próprio UL.

5. Agora, através de hol’Mehushkyah, toda a bondade divina foi derramada sobre nós, pecadores indignos, e assim Ele nos envia por todo o mundo a fim de contar ao povo: em toda parte: as grandes coisas que o CRIADOR tem feito por eles, para que estes também creiam e obedeçam a Ele.

6-7. E vocês, estimados amigos de Roma, estão entre aqueles que Ele ama com ternura: vocês, de igual modo, estão convidados por Yaohu’shua hol’Mehushkyah a pertencerem ao CRIADOR: sim, a fazer parte de seu santo povo. Que todas as misericórdias e a paz divinas sejam com vocês, vindas do ETERNO, nosso Pai, e de Yaohu’shua hol’Mehushkyah, nosso CRIADOR.

8. Em primeiro lugar, saibam que, por onde quer que eu vá, ouço a respeito de vocês! A fé que vocês têm no CRIADOR está sendo conhecida por todo mundo. Quão grato sou ao CRIADOR, através de Yaohu’shua hol’Mehushkyah, por esta notícia tão boa e pelo que diz respeito a cada um de vocês. 

9. O CRIADOR sabe quantas e quantas vezes oro por vocês. Dia e noite levo vocês e todas as suas necessidades em oração Àquele a quem eu sirvo com todas é minhas forças, contando aos outros as Boas Novas sobre o nome sobre o seu Filho.

10. E uma das coisas pelas quais continuo a orar é a o oportunidade de eu finalmente ir vê-los e o CRIADOR quisera e, sendo possível, fazer uma boa viagem.

11-12. Quero muito vê-los, para que assim possa repartir com vocês a fé que ajudará a igreja de vocês a crescer forte no CRIADOR. Depois, também, eu preciso da ajuda de vocês, porque desejo não só repartir com vocês minha fé, mas ser animado com a de vocês: Cada um de nós será uma bênção para o outro.

13. Quero que vocês saibam amados irmãos, que planejei ir aí muitas vezes antes disso (mas fui impedido) a fim de trabalhar entre vocês e obter bons resultados, tais como aqueles que estou conseguindo entre outras igrejas de povos não-yaohu’dins.

14. Tenho uma grande dívida para com vocês e para com todos, tanto os povos civilizados como as nações pagãs; tanto para com pessoas cultas como incultas. 

15. Portanto, da melhor forma possível estou pronto a ir ver vocês em Roma para pregar também as Boas Novas sobre o nome do ETERNO.

16. Não estou envergonhado desta Boa Nova a respeito do nome de hol’Mehushkyah. Ela é o poderoso método divino de levar a salvação a todos quantos crerem nela. Esta mensagem foi primeiramente regada só aos yaohu’dins, porém agora todos são convidados a ir ao CRIADOR deste mesmo modo. 

17. Esta Boa Nova nos diz que o CRIADOR nos faz justos aos olhos do ETERNO: quando colocamos nossa fé e nossa confiança em hol’Mehushkyah como Salvador. Isto é realizado pela fé, do princípio ao fim. Tal como a Escritura afirma O homem que encontra a vida, vai encontrá-la confiando no CRIADOR!

18. O CRIADOR, entretanto, mostra do céu a Sua ira contra todos os homens pecadores, maldosos, que repelem a Verdade. 

19. Pois a Verdade sobre o CRIADOR é revelada entre eles instintivamente; o CRIADOR pôs esse conhecimento em seus corações. 

20. Desde os primeiros tempos os homens viram a terra, o céu e tudo quanto UL fez, tendo conhecido Sua existência e Seu grande e eterno poder. Assim, eles não terão desculpa alguma (quando estiverem diante do ETERNO no Dia do Juízo).

21. Sim, eles bem sabiam sobre o CRIADOR, mas não admitiram, nem O adoraram, nem mesmo agradeceram a Ele todo o Seu cuidado diário. E, depois, começaram a fazer idéias tolas de como UL seria e o que Ele queria que eles fizessem. O resultado foi que suas mentes insensatas ficaram confusas e em trevas. 

22. Dizendo-se sábios sem UL, tornaram-se em vez disso completamente tolos. 

23. E então, em vez de adorarem ao UL Glorioso, vivente, tomaram madeira e pedra e fizeram ídolos para si, esculpindo-os para que parecessem simples aves, animais, serpentes e homens mortais.

24. E assim o CRIADOR deixou que continuassem com toda a espécie de pecados sexuais e que fizessem tudo quanto desejassem: coisas vis e pecaminosas com os corpos uns dos outros. 

25. Em vez de crerem naquilo que eles próprios sabiam ser a verdade sobre o CRIADOR, escolheram de vontade própria crer em mentiras. E assim fizeram suas orações às coisas que o CRIADOR fez, mas não obedecendo ao UL bendito que criou essas mesmas coisas.

26. Esta é a razão pela qual o CRIADOR os abandonou, deixando-os cometer todas essas ações pecaminosas, a tal ponto que até suas mulheres se voltaram contra o plano natural que o CRIADOR tinha para eles e cederam aos pecados sexuais entre elas mesmas. 

27. E os homens, em vez de terem relações sexuais normais, cada qual com sua mulher, arderam em paixão uns pelos outros, homens praticando coisas vergonhosas com outros homens e, como resultado disso, receberam a paga em suas próprias vidas com o castigo que bem mereciam.

28. Assim, quando eles abandonaram ao CRIADOR e nem mesmo O reconheceram, o CRIADOR os deixou fazer tudo quanto suas mentes malignas poderiam imaginar.

29. Suas vidas ficaram cheias de toda espécie de maldade e pecado, ganância e ódio, inveja, assassínio, brigas, mentira, amargura e mexericos. 

30. Falam mal uns dos outros mentindo, cheios de ódio contra o CRIADOR, insolentes, fanfarrões orgulhosos, pensando sempre em novas maneiras de pecar, e sendo continuamente desobedientes a seus pais. 

31. Procuravam compreender mal, quebravam suas promessas e tornaram-se criaturas sem coração: sem nenhuma compaixão. 

32. Eram perfeitamente sabedores da pena de morte divina por todos esses crimes; contudo, continuaram assim mesmo e os praticaram de todas as maneiras, encorajando outros também para que agissem do mesmo modo.

Lateínus 2

1. BEM, VOCÊS podem estar dizendo: mas que gente tão terrível, acerca da qual você está falando! Esperem um momento, porém! Vocês são tão ruins quanto eles. Quando afirmam que eles são maus e deveriam ser castigados, vocês estão falando de si mesmos, pois fazem essas mesmas coisas. 

2. E sabemos que o CRIADOR, com justiça, castigará qualquer um que fizer coisas como essas. 

3. Vocês pensam que o CRIADOR julgará e condenará os outros por fazê-las, e poupará vocês quando as fizerem também? 

4. Será que não compreendem quão paciente Ele está sendo com vocês? Ou então, não se incomodam vocês com isso? Não vêem que Ele tem esperado todo esse tempo sem castigá-los, a fim de dar tempo para que abandonem o pecado? Sua bondade tem a finalidade de levá-las ao arrependimento.

5. Mas, vocês não querem ouvir; assim, estão guardando um castigo terrível para si mesmos, devido à teimosia de vocês em recusar-se a abandonar seus pecados; pois virá o dia da ira, quando UL será o justo Juiz do mundo inteiro. 

6. Ele dará a cada um o que suas obras merecerem. 

7. Dará a vida eterna àqueles que pacientemente fazem à vontade do ETERNO, procurando a Glória invisível, a honra e a vida eterna que Ele oferece. 

8. Porém castigará tremendamente aqueles que lutam contra a verdade divina e andam em maus caminhos, pois a grande ira do ETERNO será derramada contra eles. 

9. Haverá tristeza e sofrimento, tanto para os yaohu’dins como para os gregos e pessoas das outras nações que continuarem pecando. 

10. Mas haverá Glória, honra e paz divina para todos quantos obedecerem ao CRIADOR, sejam yaohu’dins ou de outras nações. 

11. Isso porque o CRIADOR trata a todos com igualdade.

12-15. Ele punirá o pecado, onde quer que seja encontrado. Castigará os pagãos quando pecarem, embora eles nunca tenham ouvido a respeito das leis escritas do ETERNO, porque no fundo de seus corações eles sabem fazer a diferença entre o certo e o errado. As leis do ETERNO estão escritas dentro deles; a própria consciência os acusa ou, por vezes, os desculpa. E o CRIADOR castigará os yaohu’dins por pecarem, em vista de terem eles suas leis escritas e não obedecer-lhas. Sabem o que é certo, porém não o fazem. Demais, a salvação não é dada àqueles que sabem o que fazer, a não ser que o façam. 

16. Não há dúvida alguma de que chegará o dia quando, por ordem divina, Yaohu’shua hol’Mehushkyah julgará a vida íntima de todos, seus pensamentos e seus motivos mais secretos; tudo isto é parte do grande plano do ETERNO que eu anuncio.

17. Vocês, os yaohu’dins, pensam que tudo vai bem entre vocês e o CRIADOR, por Ele lhes ter dado Suas Leis; se orgulham de serem amigos particulares do ETERNO. 

18. Sim, vocês bem sabem o que Ele deseja; vocês conhecem o certo e o errado, favorecendo aquilo que está certo, pois aprenderam suas leis desde bem pequenos. 

19. Estão tão seguros do Caminho para o ETERNO que poderiam apontá-lo a um cego. Pensam que são como faróis, guiando para o ETERNO os homens perdidos na escuridão. 

20. E pensam poder dirigir as pessoas simples e até mesmo ensinar às crianças tudo quanto se refere ao CRIADOR porque realmente vocês conhecem suas leis, as quais estão cheias de todo o conhecimento e verdade.

21. Sim, vocês ensinam a outros: então, por que não ensinam a si mesmos? Dizem a outros que não roubem: e vocês roubam? 

22. Vocês afirmam que está errado cometer adultério: e vocês o cometem? Vocês dizem: Não se ora aos ídolos, e logo fazem do dinheiro o ídolo de vocês.

23. Vocês têm tanto orgulho de conhecerem as leis do ETERNO, mas vocês O desonram, quebrando as mesmas leis. 

24. Não é de admirar que as Escrituras digam que o mundo fala mal do ETERNO por causa de vocês.

25. Vale ser judaico se vocês obedecem às leis do ETERNO; mas se vocês não as cumprem, são perfeitamente iguais aos pagãos. 

26. E se os pagãos obedecem às leis divinas, será que Ele não lhes dará todos os direitos e honras que planejou dar aos yaohu’dins? 

27. De fato, esses pagãos estarão em melhor posição que vocês, os yaohu’dins, que sabem tanto a respeito do ETERNO e têm suas promessas, porém não obedecem às Suas Leis.

28. Vocês, na realidade, não são yaohu’dins só porque nasceram de pais yaohu’dins ou porque passaram pela cerimônia da circuncisão para serem admitidos a Yaoshor’ul. 

29. Não, judaico verdadeiro é qualquer um cujo coração esteja direito com o CRIADOR. O CRIADOR não procura aqueles que cortam seu corpo através da circuncisão física real, mas procura aqueles cujos corações e mentes foram circuncidados. Qualquer um que tiver esse tipo de mudança em sua vida receberá o louvor do ETERNO, mesmo se não o receber de vocês.


Lateínus 3

1. ENTÃO, PARA que serve ser judaico? Será que existem quaisquer benefícios especiais para eles, vindos do ETERNO? Será que há algum valor na cerimônia judaica da circuncisão? 

2. Sim, ser judaico tem muitas vantagens. Em primeiro lugar, o CRIADOR confiou-lhes Suas Leis (para que assim pudessem conhecer e fazer Sua vontade). 

3. É verdade que alguns deles foram infiéis, mas só porque quebraram suas promessas ao CRIADOR, isso significa que o CRIADOR quebrará Suas promessas àqueles que O amam? 

4. Naturalmente que não! Ainda que todos sejam mentirosos, o CRIADOR não o é. Lembrem-se do que o livro dos Salmos diz a este respeito? Afirma que as palavras do ETERNO serão sempre provadas como Verdade e Justiça, não importando quem as discuta.

5. Alguns dizem: mas o fato de quebrarmos nossa fé no CRIADOR é bom, nossos pecados servem para um bom propósito, pois que o povo verá quanto UL é bom quando vir quanto nós somos maus. Será justo, então, que Ele nos castigue quando nossos pecados O estão ajudando? (Esta é a maneira pela qual algumas pessoas falam). 

6. O CRIADOR nos livre! Então, que tipo de UL seria Ele para não tomar conhecimento do pecado? Como é que Ele poderia condenar alguém? 

7. Ele não me poderia julgar e condenar-me como pecador, se minha desonestidade Lhe trouxesse Glória, mostrando sua honestidade em contraste com minhas mentiras. 

8. Se vocês seguirem nessa linha de pensamento, chegarão a isto: quanto piores formos, tanto mais o CRIADOR nos apreciará! Entretanto, a condenação daqueles que afirmam essas coisas é justa. E alguns ainda alegam que isto é o que eu prego!

9. Bem, então nós, os yaohu’dins, somos melhores do que os outros? Não, nada disso, pois que já mostramos que todos os homens são igualmente pecadores, quer sejam yaohu’dins ou estrangeiros. 

10. Tal como as Escrituras afirmam: Ninguém é bom: ninguém no mundo inteiro é inocente.

11. Ninguém jamais seguiu realmente as veredas do ETERNO, nem mesmo desejou verdadeiramente fazê-lo.

12. Todos se desviaram; todos caíram no erro. Ninguém, em parte alguma, fez só o que é direito durante toda a sua vida nem uma só pessoa.

13. O que falam é abominável e tão sujo quanto o mau cheiro de uma sepultura aberta. Suas línguas estão cheias de mentiras. Tudo o que dizem tem o ferrão e o veneno de serpentes mortíferas.

14. Suas bocas estão cheias de maldição e de amargura.

15. Estão prontos para matar, odiando qualquer um que não concorde com eles.

16. Por onde quer que vão, eles deixam a miséria e o transtorno atrás de si. 

17. Nunca chegaram a saber o que é sentir-se seguro e desfrutar as bênçãos do ETERNO.

18. Não se importam com o CRIADOR, nem tampouco com o que Ele pensa deles.

19. Assim é que a condenação do ETERNO cai pesadamente sobre os yaohu’dins, visto eles serem responsáveis pela guarda das leis divinas, em vez de fazerem todas essas coisas más. Nenhum deles tem desculpa; de fato, o mundo inteiro sente-se culpado e fica mudo diante do UL, o Todo-poderoso.

20. Vocês podem ver agora? Ninguém pode jamais ser declarado justo aos olhos do ETERNO por fazer o que a Lei ordena. Quanto mais conhecemos as leis do ETERNO, mais claro fica que não as obedecemos, pois que suas leis nos fazem ver que somos pecadores.

21-22. Mas, agora YAOHUH mostrou-nos uma maneira diferente de sermos justo aos seus olhos - não por obedecer à Lei, mas, pela maneira prometida nas Escrituras [Tanakh] há muito tempo. Agora o ETERNO diz que nos aceitará e nos absolverá: Ele nos declarará sem culpa: se nós confiarmos em Yaohu’shua hol’Mehushkyah para Ele tirar os nossos pecados. E todos nós podemos ser salvos deste mesmo modo, vindo a hol’Mehushkyah, não importa o que somos ou o que temos sido. 

23-24. Sim, todos pecaram; todos fracassaram, e não puderam alcançar o Glorioso ideal do ETERNO; no entanto, o CRIADOR nos declara agora sem culpa das ofensas que Lhe fizemos se confiarmos em Yaohu’shua hol’Mehu-shkyah, aquele que em sua bondade tira os nossos pecados gratuitamente.

25. O ETERNO foi quem enviou hol’Mehushkyah Yaohu’shua para levar o castigo pelos nossos pecados e assim, por fim a toda a ira do ETERNO contra nós. Ele usou o sangue e a nossa fé como o meio de salvar-nos da Sua ira. Deste modo Ele estava sendo completamente justo, mesmo que não tivesse castigado aqueles que pecaram em tempos passados. Isso porque Ele estava aguardando a chegada do dia quando hol’Mehushkyah viria e apagaria aqueles pecados. 

26. E agora, também nos dias atuais, Ele pode receber pecadores do mesmo modo, porque Yaohu’shua tirou os pecados deles. Mas, não será injusto que o CRIADOR deixe libertos os criminosos e diga que eles são inocentes? Não, porque Ele age dessa maneira baseando-se na confiança que eles depositam em Yaohu’shua, aquele que tirou seus pecados.

27. Então, de que podemos nos gabar com respeito a fazermos alguma coisa para ganharmos a nossa salvação? Absolutamente de nada. Por quê? Porque a nossa absolvição não está baseada em nossas boas obras; está, sim, baseada naquilo que hol’Mehushkyah fez e na fé que temos nele. 

28. Assim é que somos salvos pela fé em hol’Mehush-kyah, e não pelas coisas boas que fazemos.

29. E será que o CRIADOR salva desta maneira somente os yaohu’dins? Não, também os que não são yaohu’dins podem ir a Ele deste mesmo modo. 

30. O CRIADOR nos trata a todos com igualdade; todos mesmo, quer sejam yaohu’dins ou não, são absolvidos se tiverem fé. 

31. Bem, então, se somos salvos pela fé, isso significa que não precisamos mais obedecer às Leis divinas? Ao contrário! De fato, só quando confiamos em Yaohu’shua é que na verdade podemos obedecer-Lhe.

Lateínus 4

1-2. HUMANAMENTE FALANDO, Abrul’han foi o fundador de nossa nação judaica. Quais foram as experiências dele com respeito a esta questão de ser salvo pela fé? Será que foi por causa de suas boas obras que o CRIADOR o aceitou? Se assim foi, então ele teria alguma coisa de que se orgulhar. Mas, do ponto de vista divino, Abrul’han não tinha nenhum fundamento para se orgulhar. 

3. As Escrituras nos afirmam que Abrul’han creu no CRIADOR, e foi por isso mesmo que o CRIADOR riscou seus pecados e declarou-o sem culpa.

4-5. Entretanto, será que ele não foi aceito por UL por todas as boas ações que praticou? Não, pois ser salvo é um dom; se alguém pudesse ganhá-lo sendo bom, então não seria de graça: mas é! É dado a todos os que não trabalham para esse fim. O CRIADOR declara que os pecadores são bons a seus olhos, se eles crerem que hol’Mehushkyah pode salvá-las da ira do ETERNO.

6. O Rei Da’oud falou a este respeito, descrevendo a felicidade de um pecador indigno que é declarado sem culpa pelo CRIADOR. 

7. Bem-aventurados e dignos de inveja, disse ele, são aqueles cujos pecados são perdoados e colocados longe de sua vista. 

8. Sim, quanta alegria para aquele cujos pecados não são mais contados contra ele pelo CRIADOR!

9. Agora, então, a pergunta: Será que esta bênção só é dada àqueles que têm fé em hol’Mehushkyah, mas também guardam as Leis judaicas das ordenanças; ou a bênção é dada também àqueles que não guardam estas Leis, mas tão somente confiam em hol’Mehushkyah? Bem, que dizer de Abrul’han? Dizemos que ele recebeu essas bênçãos por meio da sua fé. Foi só pela fé mesmo? Ou porque também guardou as Leis judaicas?

10. Para ter a resposta a essa pergunta, respondam a esta: Quando foi que o CRIADOR deu esta bênção a Abrul’han? Foi antes que ele se tornasse judaico: antes que passasse pelo rito de circuncisão como iniciação judaica.

11. Foi só mais tarde, depois que o CRIADOR prometeu abençoá-lo devido à sua fé, que Abrul’han foi circuncidado. O rito da circuncisão foi um sinal de que Abrul’han já tinha fé e que o CRIADOR já o tinha aceito, declarando-o justo e bom a seus olhos antes que o rito fosse praticado. Assim, Abrul’han é o pai espiritual daqueles que crêem e são salvos sem obedecer às Leis judaicas. Vemos, então, que aqueles que não guardam essas leis de ordenanças são justificados pelo CRIADOR por meio da fé. 

12. E Abrul’han é também o pai espiritual daqueles yaohu’dins que foram circuncidados. Eles podem ver pelo seu exemplo que não é este rito que os salva, pois Abrul’han achou a misericórdia divina só pela fé, antes de ter sido circuncidado.

13. Portanto, é claro que a promessa divina de dar a terra a Abrul’han e seus descendentes não foi porque Abrul’han obedecia às leis das ordenanças, mas porque ele confiou que o CRIADOR guardaria Sua promessa. 

14. Entretanto, se ainda vocês alegam que as bênçãos do ETERNO vão para aqueles que são bonzinhos, afirmam então que não têm sentido nenhum as promessas divinas àqueles que têm fé, e que é tolice ter fé. 

15. A questão, porém, é esta: quando procuramos ganhar a bênção e a salvação do ETERNO pela guarda de Suas Leis, terminamos sempre debaixo da Sua ira, porque falhamos sempre em guardá-las. O único jeito de podermos evitar a quebra de Suas Leis é não ter nenhuma delas para quebrar!

16. As bênçãos do ETERNO, portanto, são concedidas a nós por meio da fé, como presente, de graça; temos certeza de recebê-las, quer sigamos ou não os costumes yaohu’dins, se tivermos fé como a de Abrul’han, pois ele é o pai de todos nós quanto à fé. 

17. Isto é o que as Escrituras querem dizer quando afirmam que o CRIADOR fez de Abrul’han o pai de muitas nações. O CRIADOR aceitará toda e qualquer nação e povo que confie nele, tal como Abrul’han. E esta promessa é do próprio UL, que dá vida aos mortos, e fala de acontecimentos futuros com tanta convicção como se eles já pertencessem ao passado!

18. Assim, quando UL disse a Abrul’han que Ele lhe daria um filho que, por sua vez, teria muitos filhos e se tornaria uma grande nação, Abrul’han creu no CRIADOR, embora essa promessa fosse impossível de cumprir-se! 

19. E, porque sua fé era forte, ele nem se preocupou com o fato de que já era velho demais para ser pai, na idade de cem anos, e que Sara/Soro’ah, sua mulher, aos noventa anos também era velha demais para ter um filho.

20. Entretanto, Abrul’han nunca duvidou. Creu no CRIADOR, pois sua fé e sua confiança tornaram-se ainda mais fortes. Ele ainda louvou ao CRIADOR por essa bênção, antes mesmo que aquilo acontecesse. 

21. Ele estava absolutamente certo de que o CRIADOR tinha todo o poder para fazer qualquer coisa que prometesse. 

22. E foi por causa da fé que Abrul’han revelou que o CRIADOR perdoou seus pecados e o declarou sem culpa.

23. Agora, esta declaração magnífica que ele foi aceito e aprovado mediante a sua fé: não foi somente para beneficio de Abrul’han. 

24. Ela foi também para nós, assegurando-nos de que o CRIADOR nos aceitará do mesmo modo como aceitou Abrul’han: quando crermos nas promessas do ETERNO, que trouxe hol’Mehushkyah Yaohu’shua, nosso CRIADOR, de volta à vida. 

25. Ele morreu por nossos pecados, e voltou à vida a fim de nos fazer retos para com o CRIADOR, enchendo-nos com a justiça divina.

Lateínus 5

1. PORTANTO, AGORA, desde que fomos declarados justos à vista do ETERNO, pela fé em Suas promessas, podemos ter na realidade paz com Ele por causa do que Yaohu’shua hol’Mehushkyah, nosso CRIADOR, fez por nós. 

2. Pois, devido à nossa fé, Ele nos colocou neste lugar do mais alto privilégio onde agora nos encontramos e nós, confiante e alegremente, ansiamos pelo dia quando realmente nos tornaremos tudo quanto UL tem em mente que sejamos.

3. Podemos nos alegrar, igualmente, quando nos encontrarmos diante de problemas e lutas, pois sabemos que tudo isto é bom para nós: ajuda-nos a aprender a ser pacientes.

4. E a paciência desenvolve em nós a força de caráter, e nos ajuda a confiar mais no CRIADOR cada vez que a utilizamos, até que finalmente a nossa esperança e a nossa fé fiquem fortes e sólidas. 

5. Então, quando isso acontecer, poderemos sempre erguer a cabeça, seja lá o que for que aconteça, e saber que tudo vai bem, pois conheceremos quanto UL nos ama; sentiremos também este Seu amor afetuoso em todo o nosso ser, pois o CRIADOR nos deu do Santo Espírito/Rukha Kod’shua para encher nossos corações com o Seu amor.

6. Quando estávamos totalmente desamparados, sem nenhuma possibilidade de escapar, hol’Mehushkyah veio justamente na hora certa e morreu por nós, os pecadores, que não tínhamos nenhum interesse nEle. 

7. Mesmo que fôssemos bons, realmente não esperaríamos que alguém morresse por nós, embora isso fosse raramente possível, naturalmente. 

8. O ETERNO, no entanto, mostrou Seu grande amor por nós, enviando hol’Mehushkyah para morrer por nós enquanto ainda éramos pecadores. 

9. E já que por Seu sangue Ele fez tudo isso por nós como pecadores, quanto mais Ele não fará por nós agora, que nos declarou sem culpa? Agora Ele nos salvará de toda a ira divina que está para vir. 

10. E se quando ainda éramos inimigos dEle, fomos levados de volta ao CRIADOR pela morte do seu Filho, quantas bênçãos Ele deve ter para nós agora, que somos Seus amigos, e Ele está vivendo dentro de nós!

11. Agora nós nos alegramos nesta nossa maravilhosa relação nova para com o ETERNO: tudo por causa do que o nosso Maoro’eh Yaohu’shua hol’Mehushkyah fez ao morrer pelos nossos pecados: fazendo-nos amigos do ETERNO.

12. Quando Adão/Adan pecou, o pecado entrou na raça humana inteira. O pecado dele espalhou a morte pelo mundo todo, de modo que todas as coisas começaram a envelhecer e morrer, porque todos pecaram, 

13. (Sabemos que foi o pecado de Adão/Adan que ocasionou isso) porque embora, naturalmente, as pessoas pecassem desde o tempo de Adão/Adan até Mehu’shua o CRIADOR não as julgou culpadas de morte, naqueles tempos, por quebrarem Suas leis, pois Ele ainda não lhes dera Suas leis, nem lhes dissera o que desejava que elas fizessem. 

14. Então, quando seus corpos morriam, não era por causa dos seus próprios pecados, visto que eles mesmos nunca haviam desobedecido à lei especial do ETERNO que ordenava não comer do fruto proibido, tal como Adão/Adan tinha feito. Eis aqui o contraste entre Adão/Adan e hol’Mehushkyah, que ainda estava para vir. 

15. E também a diferença entre o pecado do homem e o perdão do ETERNO: Pois este único homem, Adão/Adan, trouxe a morte para muitos por meio do seu pecado, Porém este outro Homem, Yaohu’shua hol’Mehushkyah, trouxe perdão para muitos por meio da misericórdia divina. 

16. Esse único pecado de Adão/Adan trouxe a pena de morte para muitos, enquanto que hol’Mehushkyah tira de graça os muitos pecados, e oferece em seu lugar uma vida gloriosa.

17. O pecado deste único homem, Adão/Adan, fez com que a morte reinasse sobre todos, porém todos quantos receberam o presente divino de perdão e absolvição reinarão em vida, por causa deste único Homem, Yaohu’shua hol’Mehushkyah. 

18. Sim, o pecado de Adão/Adan trouxe o castigo para todos, mas o ato de retidão de hol’Mehushkyah faz com que os homens sejam retos para com o ETERNO, para que possam viver. 

19. Adão/Adan fez que muitos fossem pecadores porque ele desobedeceu ao ETERNO, e hol’Mehushkyah fez que muitos fossem aceitos pelo ETERNO porque Ele obedeceu.

20. Os Dez Mandamentos foram dados a fim de que todos pudessem ver como estavam longe de obedecer às leis das ordenanças do ETERNO. Entretanto, quanto mais vemos nossa tendência pecaminosa, mais vemos a graça abundante do ETERNO nos perdoando. 

21. Primeiramente o pecado reinou sobre todos os homens e os levou à morte, mas agora reina em seu lugar a bondade do ETERNO, dando-nos uma posição correta perante Ele, e como resultado a vida eterna por meio de Yaohu’shua hol’Mehushkyah, nosso CRIADOR.

Lateínus 6

1. BEM, ENTÃO continuaremos a pecar para que o CRIADOR possa nos mostrar bondade e perdão cada vez maiores?

2-3. Naturalmente que não! Deveríamos continuar pecando sem nenhuma necessidade? O poder do pecado sobre nós foi quebrado quando nos tornamos messiânicos e fomos imersos a fim de sermos uma parte de Yaohu’shua hol’Mehushkyah: através de Sua morte foi esmagado o poder da natureza pecaminosa de vocês. 

4. A natureza humana inclinada ao pecado que vocês tinham foi sepultada com Ele pela imersão quando Ele morreu. Quando UL’HIM o Pai/YAOHU-ABI, com poder Glorioso, trouxe-O novamente de volta à vida, a sua maravilhosa vida nova foi-lhes dada para que vocês desfrutassem dela.

5. Vocês é agora uma parte dele, e assim é que morreram com Ele, por assim dizer, quando Ele morreu; e agora participam da sua vida nova, e ressuscitarão como Ele ressuscitou. 

6. Os antigos desejos malignos de vocês foram pregados na cruz juntamente com Ele; aquela parte que em cada um de vocês gosta de pecar, foi esmagada e mortalmente ferida, de maneira tal que esse corpo, amante do pecado, não está mais sob o controle do pecado e não necessita mais ser servo dele. 

7. Quando vocês morrem para o pecado, libertam-se de todos os seus atrativos e do seu poder sobre vocês. 

8. E visto que a velha natureza pecaminosa morreu com hol’Mehushkyah, sabemos que vocês participarão da sua vida nova. 

9. Hol’Mehushkyah ressuscitou dentre os mortos e nunca mais morrerá de novo. A morte não tem mais poder algum sobre Ele. 

10. Ele morreu de uma vez por todas, a fim de acabar com o poder do pecado, mas agora vive para sempre em contínua comunhão com o ETERNO. 

11. Portanto, considerem a velha natureza de vocês como se estivesse morta e surda para o pecado, enquanto vocês, por outro lado, estão vivos para o ETERNO, atentos a Ele, por meio de Yaohu’shua hol’Mehushkyah, nosso CRIADOR.

12. Não deixem nunca mais que o pecado controle esse corpo fraco de vocês; e não cedam aos seus desejos pecaminosos. 

13. Não deixem que nenhuma parte de seus corpos seja instrumento do mal, usada para pecar. Antes se entreguem inteiramente ao CRIADOR: O corpo todo: pois que vocês voltaram da morte e desejam ser instrumentos nas mãos do ETERNO, usados para seus bons propósitos. 

14. Nunca mais o pecado precisa voltar a ser-lhes maoro’eh/mestre, pois agora vocês não estão mais amarrados às leis com que o pecado os escraviza, mas livres sob a compaixão e misericórdia do ETERNO.

15. Isto significa que agora nós podemos ir avante e pecar sem nos incomodarmos com o pecado? (Pois nossa salvação não depende de guardar a lei das ordenanças, mas de receber a graça divina!) Naturalmente que não!

16. Será que vocês não compreendem que podem escolher seu próprio maoro’eh/mestre? Podem escolher o pecado (com a morte) ou então a obediência (com a absolvição). Aquele a quem você mesmo se oferecer, este o tomará, será o seu maoro’eh/mestre e você será servo dele. 

17. Graças ao CRIADOR que vocês, embora antigamente tivessem escolhido ser escravos do pecado, agora obedeceram de todo o coração ao ensino que o CRIADOR lhes entregou. 

18. E agora estão livres do velho maoro’eh, o pecado; e tornaram-se escravos do novo maoro’eh, a justiça.

19. Falo desta maneira, utilizando-me da ilustração de escravos e donos, porque é fácil de compreender: tal como vocês costumavam ser escravos de todos os tipos de pecado, assim também agora é preciso que vocês se deixem escravizar por tudo quanto é justo e santo.

20. Naqueles dias, quando vocês ainda eram escravos do pecado, não se importavam muito com aquilo que é bom. 

21. E qual foi o resultado? Evidentemente não foi nada bom, visto que agora vocês se envergonham até mesmo em pensar naquelas coisas que costumavam fazer, pois todas elas terminam em perdição eterna.

22. Agora, no entanto, estão livres do poder do pecado e são escravos do ETERNO. E entre os benefícios que Ele dispensa a vocês, estão a santidade e a vida eterna. 

23. O salário do pecado é a morte, mas a dádiva gratuita do ETERNO é a vida eterna por meio de Yaohu’shua hol’Mehushkyah, nosso CRIADOR.

Lateínus 7 

1. SERÁ QUE VOCÊS, queridos irmãos em hol’Mehush-kyah, yaohu’dins, ainda não compreendem que, quando uma pessoa morre, a lei não tem mais nenhum poder sobre ela?

2. Deixem-me ilustrar: quando uma mulher se casa, fica presa pela lei ao marido enquanto ele viver. Se, contudo, ele morrer, ela não estará mais ligada a ele. As leis do casamento não mais se aplicam a ela. 

3. Ela poderá, então, casar-se com outra pessoa se assim o quiser. Isso estaria errado enquanto ele estivesse vivo, porém está perfeitamente certo depois da morte do marido.

4. Vocês tinham um marido, um maoro’eh/mestre, que era a lei judaica das ordenanças; mas, por assim dizer, vocês morreram com hol’Mehushkyah na cruz; e, visto que estão mortos, não estão mais casados com a lei, e esta não tem mais domínio sobre vocês. Mas, quando hol’Mehushkyah voltou à vida, vocês voltaram também e são como novas pessoas. E agora, por assim dizer, vocês estão casados com Aquele que se levantou dentre os mortos, para que possam produzir bom fruto, isto é, boas obras para o ETERNO.

5. Quando a velha natureza ainda era ativa, havia desejos pecaminosos agindo dentro de vocês, dando-lhes vontade de fazer tudo aquilo que o CRIADOR não quer, produzindo obras pecaminosas, o fruto podre da morte. 

6. Agora, entretanto, vocês não precisam mais se preocupar com as leis e costumes yaohu’dins, porque morreram enquanto ainda escravos disso tudo. Assim, agora vocês podem na realidade servir ao CRIADOR; não à moda antiga, obedecendo mecanicamente a um conjunto de regras, mas de modo novo, (de todo o coração e todo o entendimento).

7. Bem, então será que estou sugerindo que estas leis do ETERNO são más? Claro que não! Não, a lei não é pecaminosa, porém foi à lei que me apontou o pecado. Eu nunca teria conhecido o pecado que está em meu coração: Os maus desejos que estão escondidos: se a lei não dissesse Não tenha maus desejos em seu coração. 

8. O pecado, no entanto, usou essa lei contra os maus desejos lembrando-me que eles estão errados, e despertando dentro de mim toda a sorte de desejos proibidos! Somente se não houvesse leis para serem quebradas é que não haveria pecado.

9. Foi por isso que eu me senti bem durante tanto tempo, pois não compreendia o que na realidade a lei estava exigindo. Mas quando descobri a verdade, eu compreendi que havia quebrado a lei e que era um pecador destinado a morrer. 

10. Portanto, no que dizia respeito a mim, a boa lei que deveria mostrar-me o caminho da vida, em vez disso aplicou-me a pena de morte. 

11. O pecado me enganou, tomando as boas leis do ETERNO e usando-as para me fazer culpado de morte. 

12. Mas, como vocês vêem, a lei em si ainda é inteiramente correta e boa.

13. Mas como pode ser isso? A lei não causou a minha condenação? Como, então, ela pode ser boa? Não, foi o pecado, coisa diabólica como ele é, que usou aquilo que era bom para levar-me à condenação. Portanto, vocês podem ver como ele astuto, mortífero e detestável. Porquanto o pecado se utiliza das boas leis do ETERNO para seus próprios fins perversos. 

14. A lei, então, é boa, e a dificuldade não está com ela e sim comigo, pois estou vendido à escravidão, com o pecado como meu dono.

15. Não me compreendo de modo algum, pois realmente quero fazer o que é correto, porém não consigo. Faço, sim, aquilo que eu não quero: aquilo que eu odeio. 

16. Eu sei perfeitamente que o que estou fazendo está errado, e a minha consciência má prova que eu concordo com essas leis que estou quebrando. 

17. No entanto, não o posso evitar por mim mesmo, porque já não sou eu que estou fazendo. É o pecado dentro de mim, que é mais forte do que eu e me obriga a fazer tas coisas ruins.

18. Eu sei que estou completamente corrompido no que diz respeito à minha velha natureza pecaminosa. Seja para que lado for que eu me volte, não consigo fazer o bem. Quero, sim, mas não consigo. 

19. Quando quero fazer o bem, não faço; e quando procuro não errar, mesmo assim eu erro. 

20. Agora, se estou fazendo aquilo que não quero, é simples dizer onde a dificuldade está: O pecado ainda me retém entre suas garras malignas.

21. Parece um fato da vida que, quando quero fazer o que é correto, faço inevitavelmente o que está errado, 

22. Quanto à minha nova natureza, eu gosto de fazer a vontade do ETERNO;

23-25. Contudo existe alguma coisa bem no meu íntimo, lá em minha natureza inferior, que está em guerra coma minha mente e ganha a luta, fazendo-me servo do pecado que ainda está dentro de mim: Em minha mente desejo de bom grado ser um servo do ETERNO, mas, em vez disso, vejo-me ainda escravizado ao pecado. Assim, vocês podem ver como isto ir minha nova vida manda-me fazer o que é correto, porém a velha natureza que ainda está dentro de mim gosta de pecar. Que situação terrível, esta em que eu estou! Quem é que me livrará da minha escravidão a essa mortífera natureza inferior, mas, graças ao CRIADOR! Isso foi feito por Yaohu’shua hol’Mehushkyah, nosso CRIADOR. Ele me libertou.

Lateínus 8

1. PORTANTO, NÃO HÁ nenhuma condenação aguardando aqueles que pertencem a hol’Mehushkyah Yaohu’shua. 

2. Portanto o poder do Espírito doador da vida: e eu recebo este poder por meio de hol’Mehushkyah Yaohu’shua: livrou-me do círculo vicioso do pecado e da morte. 

3. Não estamos a salvo das garras do pecado só pelo fato de conhecermos as ordenanças do ETERNO, pois não podemos guardá-los e não os guardamos, mas ELE pôs em ação um plano diferente a fim de nos salvar. Enviou seu próprio Filho, em corpo humano como o nosso: com a exceção de que o nosso é pecador: e destruiu o controle do pecado sobre nós, dando-Se a Si mesmo como sacrifício por nossos pecados. 

4. Assim, agora podemos obedecer às leis divinas se seguirmos o Santo Espírito/Rukha Kod’shua e não mais obedecermos à velha natureza pecaminosa que está dentro de nós.

5. Aqueles que se deixam controlar por sua natureza inferior, vivem tão somente para agradar a si próprios; mas aqueles que seguem o Santo Espírito/Rukha Kod’shua, constatam que fazem as coisas que agradam ao ETERNO. 

6-7. Seguir o Santo Espírito/Rukha Kod’shua conduz à vida e à paz, mas seguir a velha natureza leva à morte, porque a velha natureza pecaminosa dentro de nós está contra o CRIADOR. Ela nunca obedeceu às leis divinas e nunca o fará. 

8. É por essa razão que nunca podem agradar ao ETERNO aqueles que ainda estão sob o controle de sua própria natureza pecaminosa, inclinados a seguir seus antigos desejos malignos.

9-11. Mas, vocês não são controlados pela vossa velha natureza, mas, pelo RUKHA/Espírito, se é que o RÚKHA-UL’HIM (YAOHUH e YAOHUSHUA, em Espírito, onipresente) vive em vocês. E se alguém não tem a sua vida segundo o RUKHA de hol’Mehushkyah, não é de maneira nenhuma um yaohu’shuahee. E se hol’Mehushkyah vive em vocês, embora o vosso corpo esteja morto para o pecado, o vosso espírito vive porque hol’Mehushkyah vos perdoou. E se o RUKHA/Espírito que levantou Yaohu’shua hol’Mehushkyah da morte, vive na vossa vida, ele vivificará o vosso corpo mortal pela Sua ação, nesse mesmo RUKHA/Espírito. 

12. Portanto, queridos irmãos, vocês não têm, para com a velha natureza pecaminosa qualquer obrigação de fazer o que ela lhes pede. 

13. Pois se vocês continuarem a segui-la, estão perdidos e perecerão; mas se a destruírem, juntamente com suas más obras, por meio do poder do Santo Espírito/Rukha Kod’shua, vocês viverão. 

14. Porque todos os filhos de UL (CRIADOR) se deixam conduzir pelo RUKHA-YAOHUH (YAOHUH UL’HIM, em Espírito, onipresente). 

15-17. Por isso não devemos ser como escravos medrosos e servis, mas, devemos comportarmo-nos como verdadeiros filhos de UL’HIM, recebidos no seio da sua família e chamando-lhe realmente querido YAOHU’ABI. Porque neste seu RUKHA, testemunha no nosso entendimento, de que somos filhos de UL. E sendo que somos seus filhos, havemos de participar dos seus tesouros, pois que tudo o que YAOHUH dá a seu ha-Bor Yaohu’shua nos pertence também. Contudo se é certo que participaremos da Sua Glória, também é certo que teremos de participar dos Seus sofrimentos.

18. Contudo, aquilo que sofremos agora é insignificante, se compararmos com a Glória que Ele nos dará mais tarde. 

19. Toda a criação espera com paciência e esperança por aquele dia futuro quando UL ressuscitará os seus filhos. 

20-21. Isto porque naquele dia todos os espinhos e ervas daninhas, todo o pecado, morte e Corrupção: as coisas que por ordem do ETERNO dominaram o mundo contra a própria vontade do mundo: tudo desaparecerá, e o mundo ao nosso redor participará da gloriosa liberdade do pecado que os filhos do ETERNO desfrutam.

22. Sabemos que até mesmo as coisas da natureza, como os animais e as plantas, sofrem na doença e na morte enquanto esperam esse tão grande acontecimento. 

23. E mesmo nós, os messiânicos, embora tenhamos do Santo Espírito/Rukha Kod’shua em nós como uma amostra que nos permite conhecer o sabor da Glória futura, também gememos para ser libertados da dor e do sofrimento. Nós também esperamos ansiosamente aquele dia quando UL nos dará plenos direitos como seus filhos, inclusive os novos corpos que Ele já prometeu: corpos que nunca voltarão a enfermar e nunca, jamais, morrerão.

24. Somos salvos pela confiança. E confiar quer dizer: esperar ansiosamente conseguir algo que ainda não temos: pois um homem que já tem algo não precisa esperar e confiar que o conseguirá. 

25. Entretanto, se precisamos continuar a confiar no CRIADOR por algo que ainda não aconteceu, isso nos ensina a esperar com paciência e certeza.

26. E desse mesmo modo: pela nossa fé: O Santo Espírito/Rukha Kod’shua nos ajuda em nossos problemas diários e em nossas orações. Nem mesmo sabemos por quais devemos orar, nem orar como devemos; o Santo Espírito/Rukha Kod’shua, porém, ora por nós com tal sentimento que não pode ser expresso em palavras. 

27. E o Pai/YAOHU-ABI, que conhece todos os corações, evidentemente sabe o que o Espírito está dizendo enquanto Ele intercede por nós em harmonia com a própria vontade divina. 

28. E sabemos que tudo quanto nos acontece está operando para o nosso próprio bem, se amarmos ao CRIADOR e estivermos nos ajustando aos plano dele.

29. Desde o princípio de tudo UL’HIM decidiu que aqueles que fossem a Ele: e no decorrer dos tempos Ele sabia quem iriam: se tornassem semelhantes ao seu Filho, de tal modo que seu Filho fosse o Primeiro, com muitos irmãos. 

30. E, ao nos escolher, Ele nos chamou para ir a Ele; e quando fomos, Ele declarou-nos sem culpa, encheu-nos com a retidão de hol’Mehushkyah, deu-nos o direito de ficar com Ele e nos prometeu Sua Glória.

31. Que podemos dizer diante de coisas tão magníficas quanto estas? Se o CRIADOR está de nosso lado, quem é que pode estar contra nós? 

32. Visto que Ele, em nosso favor, não poupou nem o seu próprio Filho, mas O entregou por todos nós, será que certamente não nos dará tudo o mais? 

33. Quem se atreve a nos acusar, a nós que o ETERNO escolheu para sermos dele? Será que o ETERNO fará isso? Nunca! Foi Ele quem nos perdoou e nos deu o direito de ficar com ELE.

34. Quem nos condenará, então? hol’Mehushkyah? Não! Foi Ele quem morreu por nós e voltou à vida por nossa causa, e agora está sentado no lugar de maior honra junto ao ETERNO, rogando por nós lá no céu.

35. Quem, então, pode jamais ocultar de nós o amor de hol’Mehushkyah? Quando estamos em aflição ou em desventura, quando somos perseguidos de morte ou destruídos, será que isso acontece por que Ele não mais nos ama? E se tivermos fome, ou ficarmos, sem dinheiro, ou passarmos por perigos, ou formos ameaçados de morte, será, pois que o ETERNO nos desamparou?

36. Não, pois as Escrituras nos dizem que por sua causa precisamos estar prontos a enfrentar a morte a qualquer momento do dia: somos como ovelhas, prontas a ser abatidas no matadouro. 

37. Mas apesar de tudo isso, temos uma vitória esmagadora por meio de hol’Mehushkyah, que nos amou a ponto de morrer por nós. 

38. Estou convencido de que nada poderá jamais nos separar do seu Amor. A morte não o pode, nem tampouco a vida. Os Anjos não o poderão, e todas as forças do hades/sepulcro não poderão afastar de nós o amor do ETERNO. Nossos temores pelo dia de hoje, nossas preocupações sobre o dia de amanhã, 

39. Ou o lugar onde estivermos: nas alturas ou nas profundezas do mar: nada, jamais, será capaz de separar-nos do amor do ETERNO demonstrado pelo nosso Maoro’eh Yaohu’shua, nosso CRIADOR, quando morreu por nós.

Lateínus 9

1-3. YAOSHOR’UL, MEU POVO! Meus irmãos yaohu’dins! Como anseio que vocês vão a hol’Mehushkyah! Meu coração está abatido dentro de mim, e eu me entristeço amargamente dia e noite por causa de vocês hol’Mehush-kyah sabe: e também o RUKHA-YAOHUH (YAOHUH UL’HIM, em Espírito, onipresente): que não é mera pretensão minha quando digo que estaria pronto a ser condenado eternamente, se isso pudesse salvá-los. 

4. O CRIADOR lhes deu tanto, mas vocês ainda não querem escutá-Lo. Ele tomou vocês como Seu Povo especial e escolhido, e os dirigiu com uma nuvem brilhante de Glória, dizendo-lhes quanto desejava abençoá-los. Ele deu-lhes Suas leis para a vida diária, a fim de que soubessem o que Ele desejava que vocês fizessem. Permitiu que O adorassem, e deu-lhes promessas poderosas. 

5. Grandes homens do ETERNO foram os seus pais, e o próprio hol’Mehushkyah foi um de vocês: um judaico no que dizia respeito à natureza humana, Ele que agora reina sobre todas as coisas. Glória ao CRIADOR para sempre.

6. Bem, então as promessas do ETERNO a Seu Povo judaico ficaram sem valor quando eles se recusaram a ser salvos? Naturalmente que não. Suas promessas são somente para aqueles que vêm a Ele. Só estes é que são verdadeiramente o SEU POVO. Apenas estes são yaohu’dins de verdade. Assim, vocês percebem que nem todo aquele que é nascido de família judaica é verdadeiramente judaico. 

7. O simples fato de terem vindo da descendência de Abrul’han não os faz, na verdade, filhos de Abrul’han. As Escrituras dizem que as promessas se destinam somente ao filho de Abrul’han, Yahtzk’haq: e aos descendentes de Yahtzk’haq, embora Abrul’han tivesse tido também outros filhos. 

8. Isso significa que nem todos os filhos de Abrul’han são filhos do ETERNO, mas somente aqueles que crêem na promessa de salvação que Ele fez a Abrul’han.

9. O CRIADOR havia prometido: No próximo ano darei um filho a você e Sara/Soro’ah. 

10-13. E, anos mais tarde, quando este filho, Yah-tzk’haq, já era adulto e casado, e sua mulher Rebeca/Ro’evka estava para ter gêmeos, o CRIADOR disse a ela que Essav, o filho que nasceria primeiro, seria servo de Yaohu’kaf, seu irmão gêmeo. Segundo palavras da própria Escritura, Escolhi para abençoar a Yaohu’kaf, e não Essav. E o CRIADOR disse isso antes mesmo que as crianças tivessem nascido, antes que tivessem feito qualquer coisa boa ou má. Isso prova que o CRIADOR estava cumprindo aquilo que decidira no começo: não foi por causa do que os filhos fizeram, mas por causa do que o CRIADOR desejava e escolhera.

14. Será que o CRIADOR estava sendo injusto? Claro que não. 

15. O CRIADOR já havia dito a Mehu’shua: Se Eu quiser ser benigno com alguém, sê-lo-ei. E terei misericórdia de qualquer um que Eu quiser. 

16. Assim, as bênçãos do ETERNO não são dadas só porque alguém decide recebê-las ou trabalhar arduamente para consegui-las. São dadas porque o CRIADOR tem misericórdia daqueles que Ele quer.

17. Faraó, rei do Egypto, foi um exemplo desse fato. O CRIADOR lhe disse que havia dado a ele o reino do Egypto com o propósito mesmo de manifestar o terrível poder divino contra ele: e assim o mundo todo ouviria a respeito do Glorioso nome de UL’HIM. 

18. Assim, vocês percebem que o CRIADOR é benigno com alguns só porque deseja sê-lo, e faz que outros se recusem a ouvi-Lo.

19. Bem, então por que o CRIADOR os culpa por não o ouvirem? Eles não fizeram o que Ele os levou a fazer?

20. Não, não digam isso. Quem são vocês para criticarem ao CRIADOR? A coisa feita diria àquele que a fez: Por que é que você me fez deste jeito? 

21. Quando um homem faz um vaso de barro, ele não tem o direito de usar o mesmo barro e transformá-lo num vaso bonito usado para flores, e noutro para jogar-se lixo dentro? 

22. O CRIADOR não tem perfeitamente o direito de mostrar o seu furor e o seu poder contra aqueles que só servem para a destruição; aqueles com quem Ele tem sido paciente todo este tempo? 

23-24. E Ele também tem o direito de tomar outros, tais como nós mesmos, que fomos feitos para que Ele derramasse a Sua Glória em nós, quer sejamos yaohu’dins ou yaoshorul’itas, e mostrar-Se benigno para conosco, de tal maneira que todos possam ver quão grandiosa é Sua Glória.

25. Lembrem-se do que a profecia de Oséias/Ho’shua diz? Lá o CRIADOR afirma que Ele achará para Si outros filhos (que não pertencem à sua família judaica) e os amará; ainda que ninguém jamais os tivesse amado antes. 

26. E os pagãos, de quem certa vez se disse: Vocês que não são Meu povo, serão chamados filhos do UL Vivente.

27. O profeta Yahshua’yaohuh, falando dos yaohu’dins, clamava que embora houvesse milhões deles, somente um número bem pequeno seria salvo. 

28. Pois o CRIADOR executará sua sentença sobre a terra, e apressará o fim das suas tentativas de recuperá-la, interrompendo-as merecidamente.

29. E, em outra parte, Yahshua’yaohuh diz que, a não ser pela misericórdia do ETERNO, todos os yaohu’dins seriam destruídos: todos eles: tal como todo mundo morreu nas cidades de Sedoma e Gomorra.

30. Bem, então que vamos dizer disso tudo? Tão somente isto: que o CRIADOR deu aos yaoshorul’itas a oportunidade de serem inocentados pela fé, muito embora eles não estivessem realmente buscando ao CRIADOR. 

31. Os yaohu’dins, porém, que tão arduamente procuraram estar bem com o CRIADOR guardando suas leis, nunca tiverem resultado. 

32. E por que não? Porque estavam procurando ser salvos guardando a Lei e sendo corretos em vez de contarem com a fé. Assim, tropeçaram na grande pedra de tropeço. 

33. O CRIADOR os advertiu disso nas Escrituras, quando disse: Eu pus uma Rocha no Caminho dos yaohu’dins, e muitos tropeçarão nela (Yaohu’shua). Todos quantos creram nEle nunca ficarão decepcionados.

Lateínus 10

1. QUERIDOS IRMÃOS, o desejo do meu coração e a minha oração é que o povo judaico possa ser salvo.

2. Eu sei como vocês defendem ardorosamente a honra do ETERNO, porém isso é um zelo mal dirigido. 

3. Vocês não compreendem que hol’Mehushkyah morreu para dar-lhes retidão diante do ETERNO. Em vez disso, vocês estão procurando tornar-se bastante bons para ganhar o favor do ETERNO mediante a guarda das Leis e dos costumes yaohu’dins. Porém, esse não é o caminho divino da salvação. 

4. Vocês não compreendem que hol’Mehushkyah dá àqueles que confiam nEle tudo quanto vocês estão procurando conseguir através da guarda de Suas leis. Ele torna tudo isso desnecessário.

5. Porque Mehu’shua escreveu que se alguém pudesse ser perfeitamente bom e conservar-se longe da tentação durante toda a sua vida sem jamais pecar uma só vez, só assim poderia ser perdoado e salvo. 

6. Entretanto; a salvação que vem pela fé diz; Você não precisa dar uma busca nos céus para encontrar hol’Mehushkyah e trazê-lo aqui embaixo para que Ele o ajude, e...

7-8. ‘Você não precisa ir até onde estão os mortos [na sepultura], a fim de trazer hol’Mehushkyah de volta à vida’, pois a salvação que vem da confiança em hol’Mehushkyah: aquela que pregamos: já é de fácil acesso a cada um de nós; de fato, ela está tão perto como nossos próprios corações e nossas bocas. 

9. Pois, se vocês contarem aos outros com seus próprios lábios que Yaohu’shua hol’Mehushkyah é o seu UL, crendo do fundo do coração que o ETERNO O levantou dentre os mortos, serão salvos. 

10. Porque é crendo de coração que um homem se torna reto para com o CRIADOR; e com a boca é que ele fala da sua fé aos outros, confirmando assim a sua salvação. 

11. As Escrituras nos dizem que quem crê no CRIADOR jamais será decepcionado. 

12. Tanto o judaico como o israelita [gentio] são a mesma coisa a este respeito: todos eles têm o mesmo CRIADOR, Aquele que dá generosamente de suas riquezas a todos quantos Lhe peçam. 

13. Qualquer um que chamar pelo nome do ETERNO será salvo.

14. Como, porém, eles pedirão a Ele que os salve, sem crerem nEle? E como podem crer nele, se nunca ouviram falar dEle? E como podem ouvir acerca dEle, sem que alguém lhes fale? 

15. E como é que alguém irá para lhes falar, sem que outrem o envie? É sobre isso que as Escrituras falam, quando afirmam: Como são bonitos os pés daqueles que pregam o Evangelho da paz com o CRIADOR, e trazem notícias alegres de coisas boas. Em outras palavras, como são bem-vindos aqueles que vêm pregando as Boas Novas sobre o Nome do ETERNO!

16. Entretanto, nem todo aquele que ouve as Boas Novas sobre o Nome recebe-a bem, pois o profeta Isaías/Yahshua’yaohuh disse: UL, quem acreditou em mim quando lhes falei?

17. Assim é que a fé vem pelo ouvir esta Boa Nova: as Boas Novas sobre o Nome a respeito de hol’Mehu-shkyah.

18. Mas, que dizer dos yaohu’dins? Será que eles ouviram a palavra do ETERNO? Ouviram, sim, pois ela chegou a qualquer lugar onde estes estejam. A Boa Nova foi passada até os confins da terra. 

19. E será que eles entenderam (que o CRIADOR daria a sua salvação para outros se eles se recusassem a recebê-la)? Sim, pois já desde o tempo de Mehu’shua, o CRIADOR havia dito que poria Seu Povo em ciúmes e procuraria provocá-lo, dando sua salvação às nações pagãs, insensatas. 

20. E mais tarde Isaías/Yahshua’yaohuh afirmou ousadamente que o CRIADOR seria achado por gente que nem ao menos O estaria procurando. 

21. Nesse meio tempo, Ele continua a estender suas mãos aos yaohu’dins, porém estes continuam questionando e recusando-se a vir.

Lateínus 11

1. PERGUNTO ENTÃO: será que o CRIADOR rejeitou e desamparou SEU POVO, os yaohu’dins? Não, nada disso. Lembrem-se de que eu mesmo sou judaico, descendente de Abrul’han e membro da família de Benyamín.

2-3. Não, o CRIADOR não refugou o seu próprio povo, a quem Ele escolheu desde o princípio de tudo. Vocês se lembram do que as Escrituras dizem sobre isso? O profeta Uli’yaohuh estava se queixando ao CRIADOR, contando-Lhe como os yaohu’dins haviam matado os profetas e derrubado os altares divinos; Uli’yaohuh alegava que ele fora o único deixado em toda a terra que ainda amava ao CRIADOR e eles também estavam procurando matá-lo.

4. E estão lembrados de qual foi a resposta do ETERNO? Ele disse: Não, você não foi o único que sobrou. Tenho sete mil outros, além de você, que ainda Me amam e não se curvaram aos ídolos! 

5. Hoje em dia é a mesma coisa. Nem todos os yaohu’dins deram as costas ao CRIADOR. Há ainda, pois um determinado número que será alcançado pela misericórdia de UL.

6. E se isso é devido à benignidade do ETERNO, então não é por eles serem bonzinhos. Porque neste caso o presente gratuito não seria mais gratuito: não é gratuito quando é conseguido como retribuição.

7. Assim, a situação é esta: a maioria dos yaohu’dins não encontrou a misericórdia divina que eles estão procurando. Poucos a encontraram: aqueles que o CRIADOR escolheu: enquanto os olhos dos outros foram cegados. 

8. É a isto que as nossas Escrituras se referem, quando dizem que o CRIADOR os adormeceu, fechando seus olhos e seus ouvidos para que não compreendam aquilo que estamos falando, quando lhes contamos a respeito de hol’Mehushkyah. E assim acontece até o dia de hoje.

9. O Rei Da’oud tocou neste mesmo ponto, quando afirmou: Que a sua boa comida e as outras bênçãos os induza ao pensamento de que, entre eles e o CRIADOR vai tudo bem. E que essas boas coisas voltem-se contra eles mesmos e recaiam sobre suas cabeças, a fim de esmagá-los merecidamente. 

10. Que seus olhos fiquem turvos, disse ele, para que não possam ver, e andem encurvados para sempre com um fardo pesado.

11. Isto significa que o CRIADOR rejeitou para sempre o Seu Povo judaico? É claro que não! Seu propósito era tornar a sua salvação acessível aos yaoshorul’itas, e então os yaohu’dins ficariam enciumados e começariam a querer a salvação divina para si próprios. 

12. Agora, se o mundo inteiro ficou rico como resultado da oferta da salvação que o CRIADOR fez, quando os yaohu’dins tropeçaram nela e a rejeitaram, imaginem que bênção maior ainda o mundo não desfrutará, quando também os yaohu’dins forem a hol’Mehush-kyah.

13-14. Como vocês sabem o CRIADOR me nomeou como um mensageiro especial para vocês, os yaoshorul’itas. Eu dou muita ênfase a isso e lembro aos yaohu’dins este fato tantas vezes quantas posso, para que, se possível, eu os faça desejar aquilo que vocês, os yaoshorul’itas, têm, e deste modo possa salvar alguns deles. 

15. E como é maravilhoso quando eles se tornam messiânicos! Quando UL lhes voltou às costas, isto significou que Ele Se voltava para o resto do mundo a fim de oferecer Sua salvação; e agora é ainda mais maravilhoso quando os yaohu’dins vão a hol’Mehushkyah. Será como gente morta voltando à vida novamente. 

16. Visto como Abrul’han e os profetas é o povo do ETERNO; seus filhos também o serão. Se as raízes da árvore são santas, também os ramos serão santos.

17. No entanto, alguns desses ramos da árvore de Abrul’han, isto é, alguns dos yaohu’dins, foram quebrados. E vocês, os yaoshorul’itas, que eram ramos, por assim dizer, duma oliveira brava, foram enxertados. Assim, agora vocês também recebem a bênção que o CRIADOR prometeu a Abrul’han e a seus filhos, participando do rico nutrimento do ETERNO à sua oliveira particular.

18. É preciso, porém, que você tome cuidado para não se gabar por aí de ter sido posto no lugar dos ramos que foram quebrados. Lembre-se de que você só é importante porque agora é uma parte da árvore do ETERNO; você é apenas ramo, e não raiz.

19. Bem, dirá você, aqueles ramos foram tirados para dar lugar a mim; portanto eu devo ser mesmo muito bom.

20. Tome cuidado! Lembre-se de que aqueles ramos: Os yaohu’dins: foram quebrados porque não criam no CRIADOR, e você está ali só porque crê. Não fique orgulhoso; seja humilde e agradecido: e cuidadoso também. 

21. Pois que se o CRIADOR não poupou os ramos que colocou lá em primeiro lugar, Ele tampouco poupará você. 

22. Notem como UL é tão benigno e tão severo ao mesmo tempo. Ele é bastante severo com aqueles que desobedecem, mas muito benigno com você, se continuar a amá-Lo e a confiar nele. Mas se não, você também será cortado. 

23. Por outro lado, se os yaohu’dins deixarem sua incredulidade para trás e voltarem para o ETERNO, Ele os enxertará na árvore mais uma vez. Ele tem poder para fazer isso.

24. Pois se o CRIADOR esteve pronto a tomar você, que estava tão longe dele: sendo parte duma oliveira brava: e enxertá-lo em sua própria boa árvore: uma coisa muito fora do comum: você não vê que Ele estará muito mais pronto a colocar de volta os yaohu’dins que antes já tinham estado lá?

25. Quero que vocês, queridos irmãos, conheçam esta verdade que vem do ETERNO para que não fiquem orgulhosos e comecem a se gabar. Sim, é bem verdade que alguns yaohu’dins agora se puseram contra o Evangelho, porém isso vai durar somente até que todos vocês, que são yaoshorul’itas [gentios], tenham vindo a hol’Mehush-kyah: isto é, aqueles que quiserem. 

26. E então todo o Yaoshor’ul será salvo. Vocês se recordam do que os profetas disseram a respeito disso? De Sião/Tzayan sairá um Libertador, e Ele afastará os yaohu’dins de toda a impiedade. 

27. Naquele tempo Eu tirarei os pecados deles, tal como prometi.

28. Muitos yaohu’dins agora são inimigos do Evangelho. Eles o odeiam. Isso, porém, tem sido um beneficio para vocês, pois teve como consequência o CRIADOR dar os seus dons a vocês, os yaoshorul’itas. Entretanto, os yaohu’dins ainda são amados pelo CRIADOR, por causa de suas promessas a Abrul’han, Yahtzk’haq e Yaohu’kaf. 

29. Pois os dons do ETERNO e o Seu chamado nunca podem ser revogados. Ele nunca voltará atrás em Suas promessas. 

30. Antigamente vocês foram rebeldes contra o CRIADOR, porém quando os yaohu’dins recusaram os seus dons, o CRIADOR se tornou misericordioso para com vocês em lugar deles. 

31. E agora os yaohu’dins é que são os rebeldes, porém algum dia eles também participarão da misericórdia que o CRIADOR tem tido para com vocês. 

32. Porque o CRIADOR abandonou todos eles no pecado, para que Ele pudesse ter misericórdia para com todos igualmente.

33 Que UL maravilhoso nós temos! Como são grandiosos sua sabedoria, seu conhecimento e suas riquezas! Como é impossível a nós compreendermos suas decisões e seus métodos! 

34. Quem é, dentre nós, que pode conhecer a mente do CRIADOR? Quem é que sabe o suficiente para ser seu conselheiro e guia? 

35. E quem jamais poderia oferecer ao ETERNO o bastante para persuadi-Lo a agir?

36. Todas as coisas vêm única e exclusivamente do ETERNO. Tudo vive por Seu poder, e tudo é para Sua Glória. A Ele seja a Glória para todo o sempre.

Lateínus 12

1. E ASSIM, queridos irmãos, eu apelo que vocês dêem seus corpos ao CRIADOR. Que sejam um sacrifício vivo, santo: O tipo de sacrifício que Ele pode aceitar. Quando vocês pensam naquilo que Ele fez por vocês, isto será pedir muita coisa? 

2. Não imitem a conduta e os costumes deste mundo, mas seja, cada um, uma pessoa nova e diferente, mostrando uma sadia renovação em tudo quanto faz e pensa. E assim vocês aprenderão de experiência própria, como os Caminhos do ETERNO realmente satisfazem a vocês.

3. Como mensageiro do CRIADOR, faço a cada um de vocês uma advertência dele: sejam honestos na avaliação de si mesmos, medindo seu próprio valor pela quantidade de fé que UL lhes deu. 

4-5. Pois tal como existem muitas partes em nossos corpos, assim também é com o corpo de hol’Mehush-kyah. Todos nós somos parte dele, e cada um de nós é necessário para fazê-lo completo, porque cada um de nós tem um trabalho diferente a executar. Assim, pertencemos uns aos outros e cada um precisa de todos os demais.

6. O CRIADOR deu a cada um de nós a habilidade de fazer bem determinadas coisas. Assim, se o CRIADOR deu a vocês a capacidade de profetizar, então profetizem sempre que puderem: tantas vezes quantas a sua fé seja bastante forte para receber uma mensagem do ETERNO. 

7. Se tiverem o dom de prestar serviço a outros, então sirvam bem. Se alguém é professor, faça um bom trabalho de ensino. 

8. Se é pregador, veja que os seus sermões sejam enérgicos e proveitosos. Se o CRIADOR lhes deu dinheiro, ajudem aos outros com generosidade. Se o CRIADOR lhes deu capacidade administrativa e os fez responsáveis pelo trabalho dos outros, tomem esse encargo com seriedade. Aqueles que levam o consolo aos entristecidos, devem fazê-lo com disposição cristã.

9. Não finjam apenas amar aos outros: amem realmente. Odeiem tudo aquilo que está errado. Coloquem-se ao lado do bem. 

10. Amem-se uns aos outros com afeição fraternal e tenham prazer em honrar uns aos outros. 

11. Não sejam nunca preguiçosos no trabalho, porém sirvam fervorosamente ao CRIADOR.

12. Fiquem alegres com tudo quanto UL está planejando para vocês. Sejam pacientes na dificuldade e sempre perseverantes na oração. 

13. Quando os filhos do ETERNO estiverem em necessidade, sejam vocês os primeiros a ajudá-los. E criem o hábito de convidar hóspedes para jantar em suas casas; ou, se precisarem passar a noite, dêem-lhes pousada.

14. Se alguém o maltratar porque você é um messiânico, não o destrate; ore, sim, para que UL o abençoe. 

15. Quando outros estiverem alegres, alegrem-se com eles. Se estiverem tristes, participem de sua tristeza. 

16. Trabalhem juntos com alegria. Não busquem mostrar grandeza. Não procurem cair nas boas graças de gente importante, mas tenham prazer na companhia de gente comum. E não pensem que vocês sabem tudo!

17. Nunca paguem o mal com o mal. Façam as coisas de maneira tal que todos possam ver que vocês são absolutamente honestos. 

18. Não contendam com ninguém. Tanto quanto possível, vivam em paz com todos.

19. Queridos amigos, nunca se vinguem. Entreguem tudo ao CRIADOR, pois Ele disse que retribuirá àqueles que o merecem. (Não façam justiça com as próprias mãos). 

20. Ao invés disso, dêem de comer a um inimigo se ele estiver com fome. Se estiver com sede, dêem-lhe alguma coisa para beber e assim vocês estarão amontoando brasas vivas sobre a cabeça dele. Em outras palavras, ele se sentirá envergonhado de si mesmo por aquilo que tiver feito a vocês. 

21. Não deixem que o mal prevaleça, mas triunfem sobre o mal, praticando o bem.

Lateínus 13

1. OBEDEÇAM AO governo, porque o CRIADOR foi quem o estabeleceu. Não há governo, em parte alguma, que o CRIADOR não tenha colocado no poder. 

2. Portanto, aqueles que se recusam a obedecer às leis da terra estão se recusando a obedecer ao CRIADOR, e o castigo sobrevirá. 

3. Pois o guarda não amedronta as pessoas que fazem o bem; mas aqueles que praticam o mal, sempre terão medo dele. Assim, se você não quiser ter medo, guarde as leis e tudo irá sempre bem. 

4. O guarda é enviado pelo CRIADOR para ajudar você. Mas se você estiver fazendo algo errado, é natural que deve ter medo, pois ele terá de castigá-lo. Ele é enviado pelo CRIADOR exatamente para esse fim. 

5. Assim, vocês precisam obedecer às leis por duas razões: para evitar o castigo e porque sabem que devem obedecer-lhas.

6. Paguem também seus impostos, por estas duas mesmas razões. Porque os trabalhadores do governo precisam ser pagos, a fim de poderem continuar a fazer a obra do ETERNO, que é servir a vocês. 

7. Dêem a cada um, qualquer coisa que tenham a receber; paguem alegremente seus impostos e direitos alfandegários, obedeçam aos seus superiores, e honrem e respeitem a todos aqueles a quem isso for devido. 

8. Paguem todas as suas dívidas, exceto a dívida do amor aos outros; nunca terminem de pagá-la! Se vocês amarem aos outros, estarão obedecendo a todas as leis do ETERNO, e satisfazendo todas suas exigências. 

9. Se você amar o seu semelhante tanto quanto ama a si próprio, não desejará maltratá-lo ou enganá-lo, matá-lo ou roubar-lhe algo. E você não pecará com a esposa dele nem desejará aquilo que lhe pertence, nem tampouco fará qualquer outra coisa que os Dez Mandamentos dizem que está errada. Todos os dez estão encerrados neste: amar o seu semelhante como você ama a si mesmo. 

10. O amor não faz mal a ninguém. Essa é a razão pela qual ele satisfaz plenamente todas as exigências do ETERNO. Ele é a única Lei que vocês precisam ter.

11. Outra razão para um viver correto é esta: vocês sabem como já é tarde. O tempo está se escoando. Despertem, pois que a vinda do CRIADOR está mais próxima agora do que quando cremos no princípio. 

12-13. A noite já passou e o dia de sua volta estará aqui logo. Portanto, deixem as más obras das trevas e vistam a armadura de uma vida direita, como devemos fazer os que vivemos na luz do dia! Sejam modestos e verdadeiros em tudo o que fizerem, a fim de que todos possam aprovar a conduta de vocês. Não gastem o tempo em festanças desenfreadas, nem embebedando-se, ou no adultério e na imoralidade, ou em brigas ou ciumeiras. 

14. Mas peçam que o Maoro’eh Yaohu’shua hol’Mehush-kyah os ajude a viver como devem e não façam planos para deleitar-se no mal.

Lateínus 14

1. DÊEM UMA calorosa acolhida a qualquer irmão que deseje unir-se a vocês, mesmo que a sua fé seja fraca. Não o censurem por ele ter idéias diferentes das suas a respeito daquilo que está certo ou errado. 

2. Por exemplo, não discutam com ele sobre comer ou não carne que já foi oferecida aos ídolos. Pode ser que vocês creiam que não há, nenhum mal nisso, porém outros têm a fé mais fraca; pensam que está errado, e passarão sem carne nenhuma, comendo verduras antes de comer daquela espécie de carne. 

3. Aqueles que pensam que está certo comer esse tipo de carne não podem desprezar aqueles que não a comem. E se você é daqueles que não comem, não acuse de erro aqueles que comem. Porque o CRIADOR os aceitou como seus filhos. 

4. Eles são servos do ETERNO, e não de vocês. São responsáveis perante Ele, e não perante vocês. Deixem que Ele lhes diga se eles estão certos ou errados. E o CRIADOR mesmo é capaz de levá-los a agir como devem.

5. Alguns pensam que os messiânicos devem observar os feriados yaohu’dins como dias especiais para se adorar ao CRIADOR; já outros dizem que é um erro e um absurdo todo esse incômodo, visto que todos os dias pertencem igualmente ao CRIADOR. Em questões desse tipo, cada um deve decidir por si mesmo. 

6. Se vocês têm dias especiais para adorar ao CRIADOR, estão procurando honrá-lo; fazem uma boa coisa. Assim também a pessoa que come carne que foi oferecida aos ídolos; ela dá graças ao CRIADOR por aquilo; está procedendo bem. E a pessoa que não toca em tal carne, também está ansiosa para agradar ao ETERNO, e também dá graças. 

7. Não mandamos em nós mesmos, para vivermos ou morrermos como nós próprios pudéssemos escolher. 

8. Vivendo ou morrendo nós seguimos ao CRIADOR. De qualquer maneira somos dele. 

9. Hol’Mehushkyah morreu e ressuscitou para esse fim mesmo, para que pudesse ser nosso CRIADOR, tanto enquanto vivermos como quando morrermos.

10. Vocês não têm nenhum direito de censurar um irmão ou olhar com desprezo para ele. Lembre-se de que cada um de nós comparecerá individualmente perante o Tribunal do ETERNO. 

11. Porque está escrito: Tal como eu vivo, diz o CRIADOR, todo joelho se curvará diante de Mim e toda língua confessará ao CRIADOR. 

12. Sim, cada um de nós dará conta de si mesmo ao CRIADOR. 

13. Assim, não se censurem mais uns aos outros. Em vez disso, procurem viver de tal modo que nunca façam um irmão tropeçar, se vir vocês fazerem alguma coisa que ele pensa que está errada.

14. Quanto a mim, estou perfeitamente seguro, baseado na autoridade do Maoro’eh Yaohu’shua, de que não há nada realmente errado em comer carne que já foi oferecida aos ídolos. Entretanto, se alguém achar que isso está errado, então não deve comê-la, pois para ele está errado. 

15. Se um irmão ficar incomodado por causa daquilo que você come você não estará procedendo com amor se continuar a comer. Não deixe que a sua comida faça perder-se alguém por quem hol’Mehushkyah morreu. 

16. Não faça nada que motive censura contra você próprio, mesmo sabendo que aquilo que você faz está certo. 

17. Afinal de contas, a coisa importante para nós, como messiânicos, não é o que comemos ou bebemos, mas sim incentivar o aparecimento da retidão, da paz, e da alegria que vêm do Santo Espírito/Rukha Kod’shua. 

18. Porque quem serve hol’Mehushkyah desta maneira dará alegria a YAOHUH e será estimado pelos homens. 

19. Desta forma tenham como alvo a harmonia na igreja e procurem se edificar uns aos outros.

20. Não desfaça a obra do ETERNO por um naco de carne. Lembre-se: não há nada errado com a carne, mas está errado comê-la se isso fizer outra pessoa tropeçar. 

21. A coisa certa a fazer é deixar de comer carne, ou de beber vinho, ou de fazer qualquer outra coisa que ofenda o seu irmão ou que o faça pecar. 

22. Você pode saber que não há nada de errado naquilo que você faz, mesmo do ponto de vista do ETERNO, mas guarde isso para si próprio. Não faça ostentação de sua fé na presença de outros que poderiam sentir-se feridos com isso. Nessa situação, feliz é o homem que não peca quando faz aquilo que sabe que está certo. 

23. Entretanto, quando alguém acha que alguma coisa que ele quer fazer está errada, não deve fazê-la. Peca se a fizer, pois pensa que está errada; e assim, para ele está errada. Qualquer coisa feita fora daquilo que ele sente que está certo, é pecado.

Lateínus 15

1-2. MESMO QUE acreditemos que não faz diferença para o ETERNO se praticarmos essas coisas, ainda assim não podemos ir adiante e praticá-las para agradarmos a nós próprios; é preciso carregar o fardo de termos consideração para com as dúvidas e temores de outras pessoas: daqueles que sentem que essas coisas estão erradas. Agrademos ao outro, e não a nós próprios, e façamos aquilo que é para o seu bem e assim o edificaremos no CRIADOR. 

3. Hol’Mehushkyah não se agradou a Si mesmo. Tal como disse o salmista: Ele veio para a única e exclusiva finalidade de sofrer sob os insultos daqueles que estavam contra o CRIADOR.

4. Estas coisas que foram registradas nas Escrituras há tanto tempo servem para nos ensinar a paciência e para nos animar, a fim de que aguardemos esperançosamente o tempo em que UL vencerá o pecado e a morte.

5. Que o CRIADOR, Aquele que dá paciência, constância e ânimo, possa ajudá-los a viver em completa harmonia uns com os outros: cada um tendo para com o outro a mesma atitude de hol’Mehushkyah. 

6. E, então, todos nós podemos juntos louvar ao CRIADOR; a uma voz, dando Glória ao ETERNO, o Pai/YAO-HU’ABI do nosso Maoro’eh Yaohu’shua hol’Mehu-shkyah.

7. Portanto, acolham-se calorosamente uns aos outros na igreja, tal como hol’Mehushkyah acolheu calorosamente vocês; e então UL será glorificado. 

8. Se lembrem que Yaohu’shua hol’Mehushkyah veio para mostrar que o CRIADOR é fiel às suas promessas e para socorrer os yaohu’dins. 

9. Se lembrem que Ele veio também para que os yaoshorul’itas pudessem ser salvos e dessem Glória ao ETERNO pelas suas misericórdias para com eles. Isso foi o que o salmista quis dizer, quando escreveu: Eu O louvarei entre os que não são yaoshorul’itas, e cantarei ao seu nome.

10. E, em outro lugar: Regozijem-se, vocês estrangeiros, juntamente com o Seu Povo, os yaohu’dins.

11. E mais uma vez: Louvem ao CRIADOR, os das outras nações, e todos O louvem.

12. E o profeta Yahshua’yaohuh disse: Haverá um Herdeiro na casa de Jessé/Yao’sh’ái, e Ele será Rei sobre os que não são yaohu’dins; Eles porão suas esperanças somente nEle .

13. Portanto, eu oro por vocês que não são yaohu’dins, a fim de que o CRIADOR, que lhes dá esperança, os conserve felizes e cheios de paz enquanto crerem nEle. Oro que o ETERNO ajude vocês a transbordarem de esperança nEle, mediante o poder do Santo Espírito/Rukha Kod’shua em vocês.

14. Eu sei, meus irmãos, que vocês são sábios e bons, e que conhecem essas coisas tão bem que são capazes de ensinar aos outros tudo a respeito delas. 

15-16. Mas, mesmo assim tenho sido bastante ousado em dar ênfase a alguns destes pontos, sabendo que tudo quanto vocês precisam é esse lembrete de minha parte; porque eu sou, pela graça do ETERNO, um mensageiro especial da parte de Yaohu’shua hol’Me-hushkyah a vocês, estrangeiros, levando-lhes o Evangelho e oferecendo-os como um sacrifício perfumado ao CRIADOR; pois que vocês foram feitos puros e agradáveis a Ele pelo Santo Espírito/Rukha Kod’shua. 

17. Assim, tenho direito de estar um tanto orgulhoso de tudo quanto hol’Mehushkyah Yaohu’shua fez por meu intermédio. 

18. Não me atrevo a julgar quão efetivamente Ele usou os outros, porém isto eu sei: Ele me usou para ganhar para o ETERNO os que não são yaohu’dins. 

19. Ganhei-os pela minha mensagem e pela boa maneira como vivi diante deles, e pelos milagres feitos através de mim como sinais do ETERNO: tudo pelo poder do Santo Espírito/Rukha Kod’shua. Desse modo eu preguei o Evangelho completo de hol’Mehushkyah por todo o caminho, desde Yah’shua-oleym até o Ilírico.

20. Entretanto, minha ambição o tempo todo tem sido ir ainda mais longe, e pregar onde o Nome de hol’Mehu-shkyah nunca foi ouvido antes, em vez de ir a um lugar onde uma igreja já tenha sido iniciada por um outro. 

21. Tenho seguido o plano já delineado nas Escrituras, onde Yahshua’yaohuh diz que, aqueles que nunca ouviram o Nome de hol’Mehushkyah, verão e compreenderão. 

22. De fato, esse é o verdadeiro motivo pelo qual tenho me demorado tanto em ir visitá-los.

23. Agora, porém, estou finalmente terminando o meu trabalho aqui, e estou pronto a ir, depois de todos esses longos anos de espera. 

24. Porque eu estou planejando fazer uma viagem à Espanha, e quando for, passarei ai em Roma; e depois que nos tivermos alegrado juntos por um pouquinho, vocês poderão fazer-me seguir viagem novamente.

25. Mas antes de ir, eu preciso descer a Yah’shua-oleym, para levar um presente aos messiânicos yaohu’dins de lá. 

26. Porque, como vocês sabem, os messiânicos da Macedônia e da Acaia tiraram uma coleta para os de Yah’shua-oleym, que estão passando dificuldades. 

27. Eles ficaram muito contentes em fazer isso, pois sentem que têm uma verdadeira divida para com os messiânicos de Yah’shua-oleym. Por quê? Porque as notícias a respeito de hol’Mehushkyah lhes chegaram através da igreja de Yah’shua-oleym. Visto que eles receberam deles esta magnífica dádiva espiritual do Evangelho, sentem que o mínimo que podem fazer em retribuição é dar-lhes alguma ajuda material. 

28. Assim que tiver entregue esse dinheiro e completado essa boa obra deles, irei ver vocês a caminho da Espanha. 

29. E estou certo de que, quando eu for, O CRIADOR lhes dará uma grande bênção.

30. Vocês querem ser meus companheiros de oração? Pelo amor do Maoro’eh Yaohu’shua hol’Mehushkyah, e por causa do amor que vocês têm para comigo: e que lhes foi dado pelo Santo Espírito/Rukha Kod’shua: Orem muito comigo por meu trabalho. 

31. Orem para que lá em Yah’shua-oleym eu seja protegido daqueles que não são messiânicos. Orem também para que os messiânicos de lá se prontifiquem a aceitar o dinheiro que lhes estou levando. 

32. Então, poderei ir visitar vocês com um coração alegre pela vontade do ETERNO, e assim poderemos reanimar-nos mutuamente.

33. E agora, que o nosso UL, que concede a paz, seja com todos vocês. Amém/Amnao.

Lateínus 16

1-3. FEBE, UMA ESTIMADA dona/mar’isha cristã da cidade de Cencréia, irá visitá-los dentro em breve. Ela trabalhou arduamente naquela igreja. Recebam-na como irmã do CRIADOR, dando-lhe uma calorosa acolhida cristã. Ajudem-na de todos os modos que puderem, pois ela auxiliou a muitos em suas necessidades, inclusive a mim mesmo. Dêem minhas saudações a Priscila e a Áquila. Eles foram meus colaboradores nos trabalhos de hol’Mehushkyah Yaohu’shua. 

4. De fato, eles arriscaram suas próprias vidas por mim; e eu não sou o único a ser-lhes agradecido: todas as igrejas gentias [yaoshorul’itas] também o são.

5-6. Façam o obséquio de dar minhas saudações a todos aqueles que se reúnem na casa deles para os cultos. Saúdem meu bom amigo Epêneto. Ele foi o primeiro na Ásia, a se tornar messiânico. Dê minhas lembranças a Maria/Maoro’hem, que tanto trabalhou para nos ajudar. 

7. Depois, há ainda Andrônico e Yúnias, meus parentes, que estiveram comigo na prisão. Eles são respeitados pelos apóstolos, tendo-se tornado messiânicos antes de mim. Peço que lhes transmitam minhas saudações. 

8-9. Saúdem a Amplíato, a quem amo como um dos filhos do ETERNO, e também a Urbano, nosso colaborador, e ao amado Estáquis.

10. Há ainda Apeles, um bom homem aprovado pelo CRIADOR; saúdem-no por mim. E dêem muitas lembranças àqueles que trabalham na casa de Aristóbulo. 

11. Lembranças minhas aos escravos messiânicos lá da Casa Narciso. 

12. Saudações a Trifena e Trifosa, obreiras do CRIADOR; e à estimada Pérside, que tanto tem trabalhado para o ETERNO. 

13. Saúdem a Rufo por mim: aquele que o CRIADOR escolheu para ser Seu: e também à sua querida mãe, a qual tem sido verdadeira mãe para mim. 

14. E, por obséquio, dêem minhas saudações a Asíncrito, a Flegonte, a Hermes, a Pátrobas, a Hermas, e também a outros irmãos que estão com eles. 

15. Apresentem minha estima a Filólogo, a Yúlia, a Nereu e sua irmã, bem como a Olimpas e todos os messiânicos que estão com eles. 

16. Saúdem-se mutuamente com calorosos apertos de mão. Todas as igrejas daqui enviam suas saudações a vocês.

17. E agora tenho mais uma coisa a dizer-lhes antes de terminar esta carta. Conservem-se distantes daqueles que causam divisões e estão perturbando a fé que o povo tem, ensinando sobre hol’Mehushkyah coisas que são contrárias aos ensinos que vocês receberam. 

18. Esses mestres não trabalham para nosso Maoro’eh Yaohu’shua, mas tão somente desejam proveito para si próprios. São bons oradores e gente de mente simples têm sido enganada por eles muitas e muitas vezes. 

19. No entanto, todo mundo sabe que vocês continuam leais e verdadeiros. Isso na verdade me deixa muito contente. Eu quero que vocês permaneçam sempre muito seguros a respeito do que é correto, e vivam livres de qualquer erro. 

20. O UL de paz dentro de pouco tempo esmagará ha’satan debaixo dos pés de vocês. Que as bênçãos de nosso Maoro’eh Yaohu’shua hol’Mehushkyah estejam sobre vocês.

21. Timóteo/Yaohu’tam, meu companheiro de trabalho, bem como Lúcio, Yah’som e Sosípatro, meus parentes, enviam a vocês suas recomendações. 

22. Eu, Tércio, aquele que está escrevendo esta carta por Paulo/Sha’ul, envio também minhas saudações, como irmão em hol’Mehushkyah. 

23. Gaio pede que eu os saúde por ele. Sou seu hóspede, e a igreja se reúne aqui em sua casa. Erasto, o tesoureiro da cidade, envia-lhes suas saudações e assim também Quarto, um irmão em hol’Mehushkyah. 

24. Shua’oléym. Que a graça de nosso Maoro’eh Yaohu’shua hol’Mehushkyah esteja com todos vocês.

25-27. Eu os entrego ao CRIADOR, Aquele que é capaz de fazê-las fortes e firmes no CRIADOR, tal como diz o Evangelho, e tal como eu lhes tenho falado. Este é o plano divino de salvação para vocês, que não são yaohu’dins, conservado em segredo desde o princípio dos tempos. Agora, porém, tal como os profetas predisseram e conforme o ETERNO ordena, esta mensagem está sendo pregada em toda a parte, para que todo o povo ao redor do mundo tenha fé em hol’Mehushkyah e lhe obedeça. Ao ETERNO, que é o único sábio, seja a Glória para todo o sempre por meio de Yaohu’shua hol’Mehushkyah, nosso CRIADOR. Amém/Amnao. Com toda a estima, Paulo/Sha’ul.

ADICIONANDO UM ATALHO PARA O NOSSO SITE NA TELA DO SEU MOBILE
Primeiro, acesse o navegador da sua preferência e entre na nossa página para você adicionar o atalho na home do seu Android. Em seguida, pressione o botão de Opções do aparelho e escolha a alternativa “Mais”... 

Então, pressione a opção “Adic. Atalho à tela inicial”. Em alguns aparelhos, a opção de adicionar à página inicial pode ser exibida diretamente no primeiro menu de contexto presente na tela, sem a necessidade de ter que passar pela opção “Mais”.
Prontinho! 

Feito isso, o seu atalho já aparece devidamente adicionado à tela inicial do aparelho. 

OBS: Se necessário, renomeie o atalho para "CYC"

ENDEREÇO
Rua Cel Bento Pires, 1001 - Centro
18.275-040 - TATUÍ/SP

CONTATO
E-mail: cyocaminho@gmail.com
Celular: (15) 9 8800-1763 [OI]
                      9 8121-3482 [TIM]
                  9 9781-0294 [VIVO]
             9 9191-8612 [CLARO]
 

LINKS or PC

www.cyocaminho.com.br

[...e conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará - Jo 8:32]

  • CYC Editora
  • [ESN - Escrituras Sagradas segundo oNome]
  • FATCYC
  • [Faculdade de Teologia by CYC]

© oCaminho - 2005-2017d.Y                  .


Shua'oleym! Em breve responderemos; acesse a sua caixa de e-mail... Rosh Yaosh Edisom