Escola Sabática On-Line

Indo fundo nas entrelinhas...

 

Lição 1

Lição 2

Lição 3

Lição 4

Lição 5

Lição 6

Lição 7

Lição 8

Lição 9

Lição 10

HOME

Lição 12

Lição 13

 

By Ministério Estudando a Bíblia

www.cyocaminho.com.br

Exclua o item que desejar, chegando o mause no canto esquerdo, no doc que abrir!

Imprimir

 

1º trimestre de 2017

DISCIPULANDO!

 

Lição Intercalada com o Formulário para as Respostas


 

Lição 11 - Discipulando líderes espirituais

 

Sábado à tarde

VERSO PARA MEMORIZAR:

"Naqueles dias, retirou-Se para o monte, a fim de orar, e passou a noite orando ao Pai. E, quando amanheceu, chamou a Si os Seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos" (Lc 6:12, 13).

Leituras da Semana: Lc 6:12-16; Jo 16:7-14; Lc 6:20-49; Jr 50:31; Is 57:15; At 1

Embora Yaohu'shua fosse sempre ativo em fazer discípulo... Ele sabedor que Sua permanência na Terra seria breve, dedicou-Se à formação de discípulos para que continuassem o trabalho depois que Ele partisse. Ele era o Mestre deles, tanto professor como treinador. Ainda que o ensino e o treinamento estejam obviamente relacionados, o ensino geralmente sugere transmissão de conhecimento, enquanto que o treinamento envolve a formação ou qualificação por meio da prática e disciplina.

A preparação dos discípulos para a liderança certamente envolveu o recebimento de conhecimento, mas o crescimento espiritual era ainda mais importante. Eles precisavam de experiência nas coisas de Ul'HIM [o Criador ETERNO, o Pai de Yaohu'shua], de fé, provações, santificação e abnegação, juntamente com a compreensão intelectual da doutrina e da teologia. O conhecimento, por si só, seria uma preparação insuficiente para enfrentar os difíceis desafios futuros. Yaohu'shua proveu ambos.


 USE O FORMULÁRIO ABAIXO PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES

Nome:

E-mail:

1º Dia...

Escolha e preparação de líderes

A jornada terrena de Cristo foi relativamente breve. Portanto, o treinamento dos formadores de discípulos era imprescindível. Quem devia ser selecionado? Quantos deviam ser escolhidos? Sem dúvida, havia centenas de discípulos de Yaohu'shua. Deviam todos eles ser submetidos à educação em massa? Cristo entendia que a liderança era efetivamente cultivada em pequenos grupos, e não produzida em massa por meio de palestras. Um número limitado seria escolhido por Cristo para o curso de formação inicial.

 

1. Leia Lc 6:12-16. O que Yaohu'shua fez antes de escolher Seus discípulos? Por que isso era tão importante?

Minha Resposta à Questão 1:

Fazer escolhas eficazes exigia grande sabedoria. Yaohu'shua Se aproximou de Seu Pai celestial pela oração para obter sabedoria. Da mesma forma, a oração deve preceder a seleção dos candidatos à liderança, na formação de discípulos em nosso tempo. Uma vez que Cristo cria que precisava de muita oração, a fim de alcançar a sabedoria necessária, quanto mais devem os cristãos de hoje pedir sabedoria divina ao escolher aqueles que serão encarregados de supervisionar a realização da Grande Comissão - IDE! (Mc 15:16).

Tendo escolhido doze homens, Yaohu'shua os chamou de apóstolos, Seus representantes investidos de autoridade espiritual. O grupo maior de discípulos testemunhou essa ordenação ou nomeação, sem aparente ciúme ou sentimentos negativos. Mais tarde, Yaohu'shua comissionaria grupos maiores de setenta e, talvez, outros não registrados nas Escrituras. Os doze apóstolos, no entanto, continuaram sendo os mais intimamente associados com Yaohu'shua. Eles assumiram as maiores responsabilidades, portanto, necessitaram de maior treinamento e envolvimento. Esse programa de ação implica uma estrutura organizacional intencional entre os primeiros cristãos. Cristo investiu os líderes dessa organização com habilidades espirituais e educação proporcionais às suas tarefas.

Yaohu'shua passou longo tempo em oração. Quais são as implicações disso? O que isso nos diz sobre nossa vida de oração? O que a oração faz por você?


 

Segunda

Conhecimento e experiência – parte 1

A informação era um componente insubstituível da mensagem de Yaohu'shua. A informação, por si só, não pode transformar, mas toda transformação inclui informação. Certamente, os conceitos não possuem nenhum poder inerente para iniciar a mudança, todavia, Ul'HIM [Jo 4:24] trabalhando no coração humano constitui o insubstituível elemento necessário à conversão.

 

2. Leia Jo 16:7-14. Qual é a limitação do conhecimento intelectual, em si mesmo, na compreensão e experiência do verdadeiro cristianismo?

Minha Resposta à Questão 2:

O conhecimento bíblico, unido a Ul'HIM, em espírito, forma a combinação espiritual que transforma os indivíduos e as sociedades. Por meio da fé e do estudo da Palavra, o formador de discípulos deve lutar para obter esses dois elementos.

O cristianismo valoriza muito a inteligência, o pensamento e a imaginação. A existência do pensamento racional nas Escrituras, o admirável respeito pelos mestres no judaísmo e a inestimável atenção que os escribas dedicavam à preservação dos escritos antigos testemunham da importância do conhecimento.

O cristianismo não é uma fé irracional. No entanto, certos elementos do cristianismo possuem elevada emoção, sentimento e experiência acima do conhecimento. Essa mentalidade declara que aquilo em que as pessoas acreditam é relativamente insignificante, porque somente a experiência é importante. A obediência e adesão a verdades específicas são consideradas relativamente insignificantes. A emoção e o entusiasmo religioso tornaram-se a medida da autenticidade espiritual.

A própria existência da Escritura contraria esse fascínio irracional pela experiência. A experiência sem o conhecimento se torna um potente míssil sem direção. Por outro lado, o conhecimento sem a experiência torna-se destituído de vida e, muitas vezes, legalista. Os verdadeiros líderes cristãos compreenderam a necessidade de cultivar ambos os elementos, não somente em si mesmos, mas também naqueles que são seus discípulos.

Medite em todas as boas razões que você tem para sua fé. Qual tem sido a função da experiência? Por que precisamos de ambas?


 

Terça 

Conhecimento e experiência – parte 2

 

3. Leia Lc 6:20-49. De que forma o conhecimento e a experiência são combinados nesse texto? Por que ambos são necessários em nossa caminhada com o Criador e também na formação de discípulos?

Minha Resposta à Questão 3:

O conhecimento espiritual é indispensável à transformação espiritual. O próprio Cristo foi considerado o Mestre dos mestres. Em salas de aula ao ar livre, diante de praias, montanhas e maravilhas criadas por Ele próprio [o Verbo - Jo 1:3,14 cf. Hb 1:2] , Cristo disseminava o conhecimento transformador. UL'HIM [Yhwh -YAOHUH] despertava consciências antes cauterizadas a aceitar essas verdades. A formação de discípulos é uma obra incompleta sem a experiência, mas a experiência deve ser dirigida pelo conhecimento.

Os formadores de discípulos do século 21 devem se familiarizar completamente com as Escrituras, a fonte de autêntica informação espiritual. Semelhantemente, eles devem difundir a doutrina e os ensinamentos sem levar em conta a popularidade ou conveniência; combatendo com isto,as falsas doutrinas que imperam nas "igrejas" tais como a imortalidade da alma, dons de línguas e arrebatamento, nascimento virginal, festas bíblicas segundo o cal. da ICAR (principalmente a falsa natividade em 25 de dezembro e a morte em uma sexta com a inconsequente ressurreição no domingo) e a mais nefastas delas: a trindade! Ul'HIM espera que cristãos experientes nada retenham, mas que guiem pacientemente os recém-convertidos a uma compreensão e apreço cada vez maiores das maravilhosas e transformadoras Verdades do cristianismo, especialmente a Verdade sobre oNome!

 

4. O que os formadores de discípulos devem ter em mente? Como podemos ter certeza de que não somos cegos guiando cegos? Lc 6:39

Minha Resposta à Questão 4:

No fim, a combinação de conhecimento e experiência que produza amor altruísta será a maior força que os formadores de discípulos poderão obter.


 

Quarta

Os primeiros líderes

 

5. Por que Cristo não escolheu aqueles que aparentemente tinham as qualidades necessárias para liderar Sua igreja? Sf 2:3; Mt 11:29; Jr 50:31; Is 57:15

Minha Resposta à Questão 5:

Devemos ter cuidado para não fazer suposições erradas acerca das razões para a escolha de Yaohu'shua. Ele não era contra a classe culta ou instruída. Yaohu'shua mesmo demonstrou, quando mais jovem (Lc 2:46, 47), grande quantidade de conhecimento. O problema é que muitas vezes as pessoas com mais instrução, riqueza e poder não estão dispostas a se humilharem do mesmo modo que alguém, especialmente um líder, precisa fazer para que o Criador o use. É claro que esse nem sempre é o caso. O Criador usou homens cultos e ricos (por exemplo, Nakdímos e Yao'saf (José) de Armatha’yim; leia também Atos 6:7). Isso simplesmente significa que muitas vezes tais pessoas tendem a não ser abertas à liderança espiritual de Yaohu'shua, o Santo espírito, onipresente desde o pentecostes.

Leia I Co 9:19 e Fl 2:3. Que características são expressas nesses textos, e por que elas são tão importantes para todos os seguidores de Cristo? Como podemos desenvolver essas características?


 

Quinta

O legado de Yaohu'shua

As gerações posteriores testemunham do sucesso dos esforços das gerações anteriores. Sempre que esses esforços geram resultados duradouros, os princípios subjacentes a essas realizações devem ser estudados e praticados. Será que a metodologia de Cristo para fazer discípulos produz resultados significativos?

Não há dúvida. Essa metodologia mudou o mundo. Nenhum de nós, de fato, estaria estudando a lição da Escola Sabática, mais de 2000 anos depois, se não fosse o sucesso de Cristo na formação dos líderes da igreja primitiva.

 

6. Leia Atos 1. Que princípios podemos aprender sobre a escolha de líderes indicados por Ul'HIM? O que a igreja procurava em um líder? (v. 22).

Minha Resposta à Questão 6:

Yaohu'shua estabeleceu Seu reino e exemplificou os princípios que perpetuariam o crescimento dele. Abrindo o Caminho através da escuridão até o amanhecer, Cristo selecionou líderes cujas fraquezas foram ofuscadas por Seu poder, porque eles dependiam completamente dEle. Embora desprezados pelos líderes religiosos e fossem deficitários academicamente, superaram os fariseus nas coisas mais importantes: transparência, humildade, dependência e autenticidade. Quão importante é que nós, seja qual for nossa posição na Oholyao (congregação), apresentemos tais características! Com o passar do tempo, aqueles que possuíam educação formal e elevada posição social passaram a fazer parte da Kehiláh (igreja).

O que você procura nos líderes da igreja? Por quê? Quais são as três principais coisas que você quer ver neles? Compare as respostas dos alunos na classe.


 

Sexta

Perguntas para reflexão


7. Que qualidades você gostaria de ver nos líderes da igreja? Você tem orado a Ul'HIM para ter essas qualidades?

Minha Resposta à Questão 7:

 

8. Leia Atos 6:1-6. Por que a igreja precisa de bons líderes?

Minha Resposta à Questão 8:

 

9. Pense na idéia do equilíbrio entre experiência e conhecimento na vida cristã. É possível que pessoas diferentes necessitem de equilíbrios diferentes? Como podemos aprender a ser sensíveis a essa diferença, em nossos esforços para fazer discípulos? Observe este texto: "Os judaicos pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria" (I Co 1:22). Como esse texto revela as diferenças entre conhecimento e experiência?

Minha Resposta à Questão 9:

 


Respostas sugestivas:

1. Passou a noite inteira em oração. Esses homens seriam os líderes de Sua igreja e pregariam o evangelho ao mundo. Era uma escolha importante. Yaohu'shua sentiu necessidade de pedir orientação ao Pai. Devemos ter a mesma atitude ao escolher líderes para a igreja hoje.

2. O conhecimento intelectual não tem a profundidade que só pode ser alcançada com ajuda do Santo espírito, Yaohu'shua, o próprio autor da Revelação. Ele aprecia trabalhar com corações humildes, dispostos a aprender. Yaohu'shua, em espírito, não somente ensina, mas convence e transforma a vida, concedendo uma experiência de vitória no Caminho verdadeiro. Os princípios do Reino de Ul'HIM (amor, perdão, tolerância, humildade e obediência), apresentados nas Escrituras e explicados por Cristo, devem ser aplicados nos relacionamentos e experiências dos cristãos. Conhecimento e experiência precisam andar juntos na vida cristã.

4. No contexto de Luka 6, o cego é aquele que não enxerga a trava no seu olho (seu pecado), mas tenta enxergar o cisco no olho do outro (o pecado): um cego tentando guiar outro cego. No contexto da lição, Yaohu'shua nos faz enxergar nossos erros, nos perdoa, nos transforma, nos ensina e nos habilita a guiar outros cegos no conhecimento da Sua luz. O conhecimento de Sua Palavra, ligado à experiência de fé, dará ao formador de discípulos o fundamento necessário para o sucesso.

5. Porque muitos deles eram presunçosos, altivos e cheios de si. Eles não estavam dispostos a desenvolver as qualidades necessárias para liderar a igreja de Yaohu'shua hol'Mehushkyah: mansidão, justiça, humildade, abnegação e espírito contrito.

6. A escolha de líderes deve ocorrer numa atmosfera de oração e unidade. A igreja deve pedir e esperar pela indicação da resposta divina. Os líderes precisam ter uma longa e firme caminhada com Yaohu'shua. Devem ser consagrados, fervorosos e vazios do próprio ego. Os fracos, ignorantes e despreparados são transformados em fortes, sábios e hábeis líderes.


 

 

 

CTA: Curso de Teologia Aplicada

Não perca a oportunidade de se atualizar, TORNE-SE um rosh da CYC,  fazendo o CTA  - o único curso unitariano via e-mail - com Novos Cursos para homens e mulheres; formando líderes para cumprir o Ide!

   SAIBA MAIS...

Agora com Novos Cursos 

Index